Veja como aproveitar a chegada do Natal para incentivar as crianças a largarem o bico - Notícias

Versão mobile

 

Mundo da Gurizada 08/12/2017 | 08h00Atualizada em 08/12/2017 | 08h00

Veja como aproveitar a chegada do Natal para incentivar as crianças a largarem o bico

Negociar a entrega da chupeta ao Papai Noel em troca de um presentinho é uma forma lúdica de tratar o assunto com os filhos

Veja como aproveitar a chegada do Natal para incentivar as crianças a largarem o bico Daniela Rocha Lima/divulgação
Aos dois aninhos, Miguel já entregou o bico e, até agora, não teve recaídas Foto: Daniela Rocha Lima / divulgação

O Natal está chegando e, com ele, um período muito aproveitado pelos pais para negociar com filhos pequenos o abandono do bico. É a velha prática de entregar a chupeta para o Papai Noel em troca da promessa de um presentinho que a criança deseja. 

Em Sapucaia do Sul, para incentivar as crianças atendidas da Unidade Básica de Saúde Primor a largar o bico, a dentista residente Diana Tremea teve a ideia de montar uma árvore de Natal com as chupetas dos pequenos, que deixam o acessório em troca de brinquedos que foram arrecadados previamente.

– As mães têm dificuldades em abordar esta questão com os filhos. Aproveitamos esta data especial para realizar esta troca com a criança – explica ela. 

Leia mais noticias do Mundo da Gurizada

A iniciativa da equipe da saúde bucal do posto tem ajudado a criançada a deixar o hábito, que prejudica a dentição. 

Miguel Plauda Siqueira, dois anos, não pensou duas vezes e pendurou sua chupeta na Árvore dos Bicos, montada na sala de espera da UBS. Em troca, ganhou uma bola e a promessa de uma motoca na noite de Natal. 

– O pediatra já havia me pedido para que ele parasse de chupar bico. Quando chegamos, a árvore chamou a atenção dele. Perguntei se  queria entregar seu bico e ele aceitou – conta a dona de casa Luciana Plauda da Silva, 39 anos, mãe do menino, reforçando que, há duas semanas, desde que foram ao posto, ele não voltou a usar a chupeta.

A mãe de Miguel comemora:

– Nas duas primeiras noites, ele pediu o bico para dormir, chorou um pouco, mas eu o lembrava de que estava na árvore para o Papai Noel, que traria para ele um presente na noite de Natal. Depois, nunca mais ele pediu. Foi mais fácil do que eu imaginava.

Pela boa formação dos dentinhos

Dentista da unidade de saúde de Sapucaia, Tanussa Teixeira, 40 anos, salienta que o uso de chupeta pode causar alterações severas nos ossos da face e na posição dos dentes:

– A ação de sugar ainda cria uma dependência negativa. O ideal é que a criança não chupe bico ou abandone este hábito até os três anos de idade.

Segundo ela, diálogo e paciência são os primeiros passos para dar início às tentativas de deixar o bico: 

– É importante explicar que faz mal para a boquinha da criança, usando uma linguagem de acordo com a idade dela. E nunca usar de agressividade ou enfrentamento. 

Para a psicóloga do Centro de Atenção Psicossocial da Infância e Adolescência, Mariana Pires, ações lúdicas que envolvam a família, como a que tem sido feita na USB Primor, são boas alternativas para evitar traumas:

– É interessante para que a passagem pelas fases do desenvolvimento infantil sejam realizadas com mais tranquilidade e de uma maneira mais saudável. No entanto, é importante não esquecermos da singularidade de cada criança e a sua família. 

Tome nota!

- Na hora de dormir, é quando eles sentem mais necessidade do bico. Quando a criança pegar no sono, tire o bico. Ela não precisa passar toda a noite sugando. 

- Não deixe o bico sempre à mostra. Não use, por exemplo, aquelas cordinhas que prendem a chupeta à roupa da criança para que ela pegue a toda hora, quando quiser.

- Quando ela pedir o bico, tente distraí-la: invente uma brincadeira, proponha uma atividade que a faça esquecer o bico.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros