Garçom morto no bairro Cidade Baixa: polícia ouve depoimentos nesta quarta-feira  - Notícias

Versão mobile

 

Violência10/01/2018 | 13h19Atualizada em 10/01/2018 | 13h33

Garçom morto no bairro Cidade Baixa: polícia ouve depoimentos nesta quarta-feira 

Garçom recebeu uma mensagem no celular e teria dito aos colegas que iria sair para encontrar alguém

 A Polícia Civil vai ouvir nesta quarta-feira (10) os depoimentos de quatro colegas do garçom Alex Ribeiro da Silva, 40 anos, morto na madrugada de segunda-feira (8) ao sair do bar em que trabalhava no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre. Conforme a delegada Roberta Bertoldo, informações colhidas pela investigação indicam que o garçom recebeu uma mensagem no celular e teria dito aos colegas que iria sair para encontrar alguém. No caminho, ele foi abordado e morto por três homens.  

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 De acordo com a delegada, duas pessoas já foram ouvidas. São a ex-esposa e o chefe da vítima. Os depoimentos foram suspensos por um dia em virtude do velório de Silva, na  terça-feira. A investigação confirmou que o garçom não teve a carteira e os documentos roubados, pois ele havia deixado os objetos em sua casa, que ficava próxima ao bar localizado na Rua José do Patrocínio. 

 Apesar de ter sido descartada em um primeiro momento, a hipótese de latrocínio ainda é investigada. No entanto, o homicídio ainda é a hipótese mais forte. A polícia já obteve imagens de câmeras de monitoramento que mostram o momento da ação dos criminosos. Contudo, tanto as imagens quanto outras informações sobre o conteúdo ainda são mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações. 

Alex Ribeiro da Silva não possuía registros de antecedentes criminais. Ele foi morto com um tiro no rosto ao sair do trabalho por três homens que chegaram ao local em um carro prata.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros