Carnaval sem competição e alegorias não compensa investimento, diz presidente da liga das escolas - Notícias

Versão mobile

 

Sem desfile21/02/2018 | 17h03Atualizada em 21/02/2018 | 17h04

Carnaval sem competição e alegorias não compensa investimento, diz presidente da liga das escolas

Festa no Porto Seco, prevista para 23 e 24 de março, foi cancelada nesta quarta-feira

Carnaval sem competição e alegorias não compensa investimento, diz presidente da liga das escolas Mateus Bruxel/Agencia RBS
Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre (Liespa), Juarez Gutierrez de Souza argumenta que as dificuldades enfrentadas desde 2017 pelas escolas de samba da Capital inviabilizaram a competitividade do Carnaval e, consequentemente, a manutenção do formato tradicional de desfiles. 

— O conselho de presidentes entendeu por bem que o Carnaval não deveria ter uma série de critérios a serem jugados. No momento em que isso que ocorre, ele deixa de ser competitivo e isso impede que seja um produto comercial, com investimento, para que as pessoas comprem bilhetes e assistam a uma competição com um propósito. Sem competição, sem alegorias e sem julgamento, não tem por que fazer um investimento estrutural, que já é difícil em se tratando de um evento comercial e que não terá como ser executado — afirma o presidente, que ainda confirma: — Todo o calendário está cancelado, incluindo a Descida da Borges e a Mostra de Samba-Enredo na quadra da Imperatriz Dona Leopoldina (ambos marcados para este final de semana).

Leia mais
Desfile das escolas de samba de Porto Alegre é cancelado
FOTOS: como foi o Carnaval de 2017 em Porto Alegre

Apenas as datas previstas para os desfiles no Porto Seco, 23 e 24 de março, serão mantidas, mas a celebração — agora, sem propósito comercial nem competitivo — acontecerá ao ar livre, em local público a ser definido em breve, em acordo com a prefeitura. Possivelmente, na Borges de Medeiros, na Cidade Baixa ou na orla do Guaíba. Na próxima terça-feira (27), conforme Juarez, uma coletiva de imprensa anunciará os detalhes sobre o novo formato da festa de Momo deste ano na Capital:

— Em respeito a toda a comunidade carnavalesca e à população, vamos realizar um espetáculo aberto. Queremos mostrar que estamos vivos e latentes, mas precisamos achar novas formas de executar o Carnaval de Porto Alegre e, para 2019, reabilitá-lo completamente.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros