Imposto de Renda 2018: empresas têm de entregar comprovante de rendimentos até esta quarta-feira - Notícias

Versão mobile

 

Olho no Leão28/02/2018 | 11h58Atualizada em 28/02/2018 | 11h59

Imposto de Renda 2018: empresas têm de entregar comprovante de rendimentos até esta quarta-feira

Documento é necessário para declaração do Imposto de Renda. Prazo para envio começa nesta quinta-feira.

Imposto de Renda 2018: empresas têm de entregar comprovante de rendimentos até esta quarta-feira Receita Federal/Divulgação
Foto: Receita Federal / Divulgação

Termina nesta quarta-feira (28) o prazo para as empresas entregarem aos funcionários o comprovante de rendimentos de 2017. Trata-se do principal documento para fazer a declaração do Imposto de Renda 2018. O comprovante deve trazer as informações sobre o total dos rendimentos obtidos pelo trabalhador e o Imposto de Renda Retido na Fonte no período.

Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017 é obrigado a declarar. Na atividade rural, quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50 também tem de acertar as contas com o Leão. 

Leia mais
IR 2018: prepare sua documentação para receber a restituição
Receita quer saber mais sobre os bens dos contribuintes
Declaração do Imposto de Renda fica mais trabalhosa para quem tem filhos

Cerca de 40 milhões de brasileiros devem declarar o imposto de renda neste ano. O programa para preenchimento da declaração já está disponível no portal da Receita tanto para PCs quanto para smartphones.

Multa por atraso

A multa para quem apresentar a declaração depois do prazo é de 1% por mês de atraso sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20%.

Deduções

As deduções por dependente estão limitadas a R$ 2.275,08. As despesas com educação têm limite individual anual de R$ 3.561,50. A dedução de gastos com empregadas domésticas é de R$ 1.171,84.

Novidades deste ano

O painel inicial do sistema terá informações das fichas que poderão ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração.

Neste ano, será obrigatória a apresentação do CPF para dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017.

 Na declaração de bens, serão incluídos campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Registro Nacional de Veículo (Renavam).

Também será incluída a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto.

 Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as cotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.


as as cotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros