Presidente vampiro e Crivella "Judas": críticas sociais e políticas tomam conta da Sapucaí  - Notícias

Versão mobile

 

Primeira noite12/02/2018 | 09h49

Presidente vampiro e Crivella "Judas": críticas sociais e políticas tomam conta da Sapucaí 

Cortes de verbas e reforma trabalhista foram temas de escolas do Grupo Especial do Rio de Janeiro

Presidente vampiro e Crivella "Judas": críticas sociais e políticas tomam conta da Sapucaí  Mauro PIMENTEL/AFP
Ala de fantoches Foto: Mauro PIMENTEL / AFP

As escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro agitaram o sambódromo da Marquês de Sapucaí neste domingo (11), na primeira das duas noites de desfile, que teve conotação de crise política e social.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

Carros que criticavam o prefeito evangélico Marcelo Crivella, que cortou a verba para os desfiles, ou exibiam o presidente Michel Temer como um vampiro foram alguns dos destaques da noite. 

Sete das 13 escolas do Grupo Especial desfilaram na noite deste domingo (11), e outras seis o farão nesta segunda-feira (12), até o amanhecer.

Lançando no ar a pergunta "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?", a Paraíso do Tuiuti fez críticas sociais fortes no seu desfile. Da escravidão à Lei Áurea, a escola falou de racismo e tratou de problemas atuais dos trabalhadores brasileiros. 

Logo na comissão de frente, intitulada "grito de liberdade", os membros da escola representaram os escravos negros sendo chicoteados. Na sequência, houve alusão à Lei Áurea e uma ala mostrando pessoas vestindo verde e amarelo como fantoches. 

O encerramento da escola foi um dos destaques: o último carro trouxe a bordo um vampiro usando uma faixa presidencial, em uma possível alusão a Michel Temer.   

 A reveller of the Paraiso do Tuiuti samba school representing Brazilian President Michel Temer as Dracula performs during the first night of Rio's Carnival at the Sambadrome in Rio de Janeiro, Brazil, on February 12, 2018. / AFP PHOTO / Mauro PIMENTELEditoria: ACELocal: Rio de JaneiroIndexador: MAURO PIMENTELSecao: culture (general)Fonte: AFPFotógrafo: STF
Presidente vampiroFoto: Mauro PIMENTEL / AFP

Quem também chamou a atenção foi a Mangueira, que usou o bom humor para criticar os cortes de verbas às escolas de samba feitos pelo prefeito carioca, Marcelo Crivella. Com o enredo "Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco", a verde e rosa levou um carro com uma imagem de Crivella fazendo alusão a Judas para a avenida. A alegoria levava os dizeres: "Prefeito, pecado é não brincar o Carnaval".  

 A reveller of the Mangueira samba school performs during the first night of Rios Carnival at the Sambadrome in Rio de Janeiro, Brazil, on February 12, 2018. / AFP PHOTO / Mauro PIMENTELEditoria: ACELocal: Rio de JaneiroIndexador: MAURO PIMENTELSecao: culture (general)Fonte: AFPFotógrafo: STF
Críticas a CrivellaFoto: Mauro PIMENTEL / AFP
 A reveller of the Mangueira samba school performs during the first night of Rios Carnival at the Sambadrome in Rio de Janeiro, Brazil, on February 12, 2018. / AFP PHOTO / Mauro PIMENTELEditoria: ACELocal: Rio de JaneiroIndexador: MAURO PIMENTELSecao: culture (general)Fonte: AFPFotógrafo: STF
Foto: Mauro PIMENTEL / AFP

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros