Manoel Soares pergunta aos leitores: queremos ser assim? - Notícias

Versão mobile

 

Papo Reto10/03/2018 | 07h30Atualizada em 10/03/2018 | 07h30

Manoel Soares pergunta aos leitores: queremos ser assim?

Colunista questiona aqueles que optam por destilarem ódio nas redes sociais

Manoel Soares pergunta aos leitores: queremos ser assim? Lauro Alves/Agencia RBS
Colunista Manoel Soares Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Costumo dizer aos meus filhos que o mundo existe a partir das forças que interagem nele. E, quando tratamos das relações humanas neste mundo, sabemos que precisa haver um limite para as coisas que falamos. Num passado próximo, chegamos ao ponto de pessoas serem proibidas de falar o que pensavam _ havia repressão. Milhares lutaram pela liberdade de nos expressarmos sem que isso se torne crime. Esta conquista aconteceu, e o mundo vibrou. 

E foi neste cenário mais aberto que nasceram as redes sociais. Elas chegaram dando a cada indivíduo a possibilidade de fazer uso desta liberdade. No começo, alguns achavam que tudo que diziam em mesas de bar poderia ser postado na internet. A dúvida era saber se retornaríamos a uma parcial repressão ou confiaríamos na vitoria do bom senso. Decidimos confiar.

Leia outras colunas do Manoel Soares

O resultado, porém, vem sendo uma onda de ofensas e ataques que superam qualquer provocação de bêbado em bar. Alguns clamam pela volta da repressão e, consequentemente, o fim da liberdade de expressão. Por mais absurdo que pareça, as pessoas em pleno exercício da liberdade estão empurrando o mundo para a repressão. 

Foi como dissemos no começo de nosso papo, a interação das forças define o formato da sociedade em que vivemos. Precisamos repensar o que escrevemos na tela do celular. As palavras digitadas têm força! Algumas pessoas querem existir e, para isso, escolhem destilar ódio nas redes sociais. É uma forma deprimente de tentar ser visto e lembrado. A pergunta que fica é: queremos ser assim?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros