Último dia da Feira do Peixe tem grande movimentação no Centro - Notícias

Versão mobile

 

Na Capital30/03/2018 | 11h31Atualizada em 30/03/2018 | 11h31

Último dia da Feira do Peixe tem grande movimentação no Centro

Total de vendas no Largo Glênio Peres já chegou a 400 toneladas 

Último dia da Feira do Peixe tem grande movimentação no Centro Bibiana Dihl / Agência RBS/Agência RBS
Feira no Centro da Capital Foto: Bibiana Dihl / Agência RBS / Agência RBS

O último dia da 238ª Feira do Peixe de Porto Alegre começou com grande movimentação no centro da cidade. Por volta das 9h, centenas de pessoas já circulavam no Largo Glênio Peres em busca dos melhores preços. A feira termina ao meio-dia nos três pontos de venda: Centro, Esplanada da Restinga e Praça Inácio Antônio da Silva (Belém Novo).

Leia mais
Ainda dá tempo de garantir o pescado: confira um guia das feiras do peixe na Capital e Região Metropolitana
Feriadão de Páscoa: veja o que abre e o que fecha em Porto Alegre
Chocolates, sorvetes e produtos de limpeza menores: redução  precisa ser informada nas embalagens

A expectativa é bater a meta do ano passado, quando 407 toneladas de pescado foram vendidas, totalizando R$ 5,6 milhões, e 720 mil pessoas passaram pelo local. Conforme a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, a última contagem indicava que a meta estava próxima de ser alcançada: 400 toneladas haviam sido comercializadas até o começo da manhã desta sexta (30).

Por ser o último dia de vendas, diversas bancas já oferecem promoções. Em uma delas, o filé de merluza passou de R$ 24 para R$ 19. Tamires Grohe, que trabalha na banca há quatro anos, diz que as promoções são comuns nessa época:

— Aproveitamos o último dia para vender, então precisamos baixar o preço. Dos cinco dias, o movimento foi melhor do que no ano passado em três. Mas o pessoal ainda não está acostumado com o fato de que a feira começa na segunda-feira.

Silvana Lopes da Silva, há 10 anos na feira, diz que a movimentação caiu em relação ao ano passado.

— Acho que, como a feira caiu no fim do mês, tem gente que está com pouco dinheiro. Recebemos muitos pagamentos no cartão.  

A feira tem 3.45 mil metros quadrados no centro, com 54 bancas de pescadoFoto: Bibiana Dihl / Agência RBS

A feira tem 3.45 mil metros quadrados no centro, com 54 bancas de pescado, uma banca com peixes vivos e quatro bancas de alimentação, onde são servidos bolinhos, espetinhos de peixe e a tradicional tainha na Taquara. Assim como em 2017, a feira não utiliza recursos públicos. Todo o valor do evento é capitaneado pelos feirantes da Colônia Z5 de Pescadores e da Associação de Pescadores (Appesul), com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros