VÍDEO: câmera flagra explosão de caixa eletrônico e fuga de criminosos - Notícias

Versão mobile

 

Cerro Grande do Sul27/03/2018 | 19h53Atualizada em 27/03/2018 | 19h53

VÍDEO: câmera flagra explosão de caixa eletrônico e fuga de criminosos

Na ação, que durou 12 minutos, participaram pelo menos quatro criminosos

Um vídeo mostra o momento do ataque a um caixa eletrônico em Cerro Grande do Sul, no sul do Estado, na madrugada desta terça-feira (27). Na gravação é possível identificar a participação de pelo menos quatro criminosos, que chegam em um carro. A ação dura ao todo 12 minutos.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

A explosão ocorre cinco minutos após a chegada dos criminosos ao local. Sete minutos depois, os criminosos começam a fazer buscas com lanternas nas redondezas do estabelecimento. 

Uma mulher, que mora próximo do estabelecimento e preferiu não se identificar, ainda estava acordada quando ouviu o barulho na petshop e veterinária, onde ficava o caixa eletrônico. 

— Eles tentaram forçar a porta. Como conheço o barulho, deduzi que era assalto — conta a mulher.

Segundo os proprietários do estabelecimento, o caixa eletrônico foi instalado há cerca de um ano em um vão entre a petshop e a veterinária.

— Ninguém queria e arriscamos instalar. O banco também pagava uma mensalidade — conta uma das proprietárias, que preferiu não se identificar. 

Devido à explosão, duas paredes foram danificadas, vidros foram quebrados e mercadorias foram arremessadas para longe. Agora os proprietários do estabelecimento vão pedir a retirada do terminal do local e ressarcimento.

A investigação ficou com a Polícia Federal, por se tratar de um terminal da Caixa Econômica Federal. 

Um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal foi alvo da ação de criminosos na madrugada desta terça-feira (27), em Cerro Grande do Sul, região sul do Estado. As informações iniciais são de que a ação ocorreu pouco antes das 2h em uma clínica veterinária no centro da cidade.
Fachada do estabelecimento ficou destruída com a explosãoFoto: Paulo Ledur / RBS TV

 

Terceiro ataque em quatro meses

Nos meses de novembro e dezembro do ano passado, Cerro Grande do Sul também foi alvo de ataques a banco. É a terceira vez que um crime como esse acontece na cidade em um período de quatro meses. No primeiro caso, em novembro de 2017, caixas eletrônicos do Banrisul foram destruídos e um vigilante foi feito refém. Já dezembro do ano passado, um posto do Bradesco foi atingido.

  Leia outras notícias do Diário Gaúcho   





 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros