Começo do ano tem investimento recorde nas obras de duplicação da RS-118 - Notícias

Versão mobile

 

Região Metropolitana19/04/2018 | 10h46Atualizada em 19/04/2018 | 10h46

Começo do ano tem investimento recorde nas obras de duplicação da RS-118

Recursos estão saindo diretamente do Tesouro do Estado

Começo do ano tem investimento recorde nas obras de duplicação da RS-118 Divulgação / Daer/Divulgação / Daer
Previsão do governo é gastar R$ 150 milhões na obra em 2018 Foto: Divulgação / Daer / Divulgação / Daer

O ano de 2017 terminou com recorde de investimento nas obras de duplicação da RS-118. E 2018 começa com ritmo ainda maior.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), foram gastos R$ 16,7 milhões entre janeiro e março na rodovia. O recurso foi destinado, principalmente, para as obras de duplicação, no trecho entre os quilômetros 5 e 11, e a recuperação da pista velha, na mesma região.

Se o ritmo de investimento for mantido, o primeiro semestre deste ano deve se aproximar do que foi gasto em todo 2017 na obra, que teve destinação de R$ 40,5 milhões para a duplicação. Os recursos para a execução da obra estão saindo diretamente do Tesouro do Estado. 

E a previsão do governo é gastar R$ 150 milhões na obra neste ano. Antes de 2017, o maior investimento na rodovia havia sido aplicado em 2012, segundo ano da gestão de Tarso Genro, quando foi gasto R$ 27 milhões na obra.

Já há tráfego de veículos na nova pista em 5,5 dos 22 quilômetros previstos para a duplicação. A construtora Sultepa, responsável pela maior parte das obras na rodovia, trabalha desde o ano passado para recuperar também a pista velha da RS-118. 

O diretor-geral do Daer, Rogerio Uberti, avalia que o crescimento nos investimentos representa celeridade nas obras para a conclusão da duplicação do trecho. Uberti disse que o departamento trabalha com a projeção de concluir boa parte dos trabalhos até o fim deste ano:

— A expectativa é de que toda a parte de pista de rolamento seja concluída ainda neste ano.

As obras entre Gravataí e Sapucaia do Sul começaram em julho de 2006. Mas só passaram a apresentar avanço, de fato, a partir de 2011. A duplicação parou nos últimos meses de 2014 e só foi retomada em 2017.

O governo Sartori mantém a previsão de concluir os trabalhos no fim deste ano. Porém, licitações em andamento indicam que obras que sequer começaram só ficarão prontas no fim do primeiro semestre 2019.

Veja como está a duplicação da rodovia:

Obras em andamento:
- Duplicação do lote 1, do km 11 ao 21;
- Duplicação do lote 2, do km 05 ao 11;
- Recuperação da pista velha entre os km 5 ao 11;
- Construção do acesso ao viaduto da Avenida Itacolomi;
- Construção do viaduto da Avenida Marechal Rondon;
- Construção de elevada sobre o poliduto da Transpetro;
- Sinalização da nova pista.

Licitação em andamento:
- Macaquemento (elevação) do viaduto da RS-020;
- Projeto de construção de seis passarelas;
- Construção de viaduto sobre a Avenida Theodomiro Porto da Fonseca;
- Duplicação do lote 3, do km 0 ao 5;
- Viaduto do trensurb.

Licitação que ainda precisa ser realizada:
- Pontes do Arroio Sapucaia.

 Leia outras notícias do Diário Gaúcho   


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros