Manoel Soares e a chave do ser - Notícias

Versão mobile

 

Papo reto21/04/2018 | 07h00Atualizada em 21/04/2018 | 07h00

Manoel Soares e a chave do ser

Colunista aconselha: "guarde a chave de seu ser com cuidado"

Manoel Soares e a chave do ser Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Entrar na mente dos outros é a grande meta do ser humano. Com palavras e ações somos afetados e afetamos, de alguma forma, quem nos cerca. O segredo para nos mantermos de pé é sabermos abrir e fechar a porta da nossa mente e do nosso coração para os venenos que nos dão. 

Jamais controlaremos o mundo que está à nossa volta. As pessoas falarão o que quiserem de nós, e até farão o que quiserem, e nos cabe somente aprender a lidar com os impactos dessas ações na nossa vida. Se esperamos algo de alguém, abrimos a janela para ele nos contrariar. 

Leia outras colunas de Manoel Soares

Culpar alguém que não fez o que queríamos é imaturidade, por mais correta que seja a nossa vontade. A atitude dos outros pertence aos outros e os impactos dessa atitude em nossa vida pertence a nós. 

É fundamental desenvolvermos a habilidade de impermeabilizar nossa mente e o nosso coração para evitar infiltrações e vazamentos. Jamais podemos nos irritar sobre algo que dizem sobre nós. Por exemplo: se dizem que você é ladrão, o que fazer? A resposta é: nada. Se você for ladrão não pode criticar alguém por falar a verdade. Se você não for, a mentira que ele contou é problema dele. Mas se você se abalar e deixar que isso ocupe tempo e pensamento, está se deixando dominar. 

A chave da sua mente é sua, se deixar ela fechada demais conhecimento não entra, se deixar ela aberta demais será invadida por pensamentos inúteis e destrutivos. Guarde a chave de seu ser com cuidado.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros