Magali Moraes está de volta e conta sobre a Itália - Notícias

Versão mobile

 

Coluna da Maga16/05/2018 | 10h14Atualizada em 16/05/2018 | 10h14

Magali Moraes está de volta e conta sobre a Itália

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes está de volta e conta sobre a Itália Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Fui tão bem substituída (obrigada, colegas!!) que talvez você nem tenha percebido que fiquei duas semanas fora. Lembra do #projetoromance? Eu e o Ricardo arrumamos nossas malas e partimos pra Itália. Ainda não acredito que estive em lugares que sempre quis conhecer: Milão, Cinque Terre, Florença, Bolonha, Veneza e outras cidadezinhas lindas ao longo do caminho. Mesmo com internet no celular, me desliguei de tudo pra focar no momento. 

E que momentos!! A Itália que eu vi é de encher os olhos com tantas cores, atrações, fatos históricos, cheiros e sotaques diferentes. Aprendi palavras novas e treinei a empatia ao entender que a quantidade absurda de turistas que lotava as ruas estava lá pelo mesmo motivo que eu: sonhar acordada. Desviando dos paus de selfie, tudo certo. Como não tirar zilhões de fotos? Como não provar todos aqueles gelatos, vinhos e massas? É de forrar o estômago e o coração.

Leia outras colunas da Maga  

Varais

A Itália que eu vi também tem vida real. Gente que, apesar do vai-e-vem constante de turistas, tem uma rotina comum. Identificar moradores foi o meu pequeno prazer. Sabe a cena típica italiana dos varais cheios de roupas? Vi aos montes. Azar dos visitantes, os lençóis precisam secar. Senhoras com carrinhos de feira. Homens comprando salame. Mães buscando filhos na escola. Crianças jogando bola. Donos de cachorro saindo com seus pets. E a moradora que abriu a janela só pra aplaudir o gondoleiro cantando? 

Quem cedo madruga pega as praças mais vazias, flagra os moradores indo pro trabalho e fotografa dos melhores ângulos. Passeamos de trem, barco, gôndola, ônibus, avião. Andamos de mãos dadas, brindamos por qualquer motivo, subimos torres e escadarias, fizemos planos, erramos caminhos, descobrimos tratorias gostosas, tomamos chuva, cansamos no sol forte. Viajar junto é fortalecer a relação. Se for num cenário romântico, é vida longa ao casal. Itália, grazie mille por me devolver o brilho no olhar.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros