Quadrilha assalta bancos e obriga reféns a formarem cordão humano em Ibiraiaras - Notícias

Versão mobile

 

Roubo02/05/2018 | 17h52Atualizada em 02/05/2018 | 17h52

Quadrilha assalta bancos e obriga reféns a formarem cordão humano em Ibiraiaras

Os bandidos estavam encapuzados e usavam armas longas. Polícia faz cerco na região

Pioneiro e GaúchaZH

 Assaltantes atacaram no início da tarde desta quarta-feira (2) as agências do Banco do Brasil e Banrisul e uma lotérica na cidade de Ibiraiaras, município de pouco mais de 7 mil habitantes, no norte do Estado.  

Leia mais
Fuzil, revólver, drogas e rádios interceptadores são apreendidos em apartamento em Canoas
Dono de mercado na zona sul de Porto Alegre é preso com 15kg de cocaína  

De acordo com a Polícia Civil, dezenas de pessoas foram feitas reféns e obrigadas a formar um cordão humano em frente às agências, que ficam na mesma avenida no centro da cidade. Conforme a investigação, os bandidos estavam encapuzados e usavam armas longas, como espingardas. 

Informações extraoficiais apontam que a ação criminosa durou cerca de 20 minutos e os assaltantes fugiram em uma caminhonete branca.  O veículo foi localizado pela polícia queimado no interior do município.

De acordo com uma lojista de 50 anos, seis criminosos chegaram em uma Parati preta por volta das 13h40min. Eles estavam encapuzados e portando armas longas.

— Hoje é dia de pagamento de aposentados e era horário de pico, era bastante gente. Era umas 50 pessoas, a maioria foi colocada sem camisa no cordão humano.

Os  assaltantes quebraram os vidros das agências e levaram uma quantia em dinheiro ainda não informada dos caixas de atendimento. Eles tentaram roubar os valores que estavam nos cofres, mas não conseguiram abri-los. Conforme informações de testemunhas, tiros foram disparados para o alto para afastar a ação da polícia.

 Quadrilha assalta banco e obriga reféns a formarem cordão humano em Ibiraiaras. Foto: Julio Cesar Stella/Arquivo Pessoal.
Moradores tiveram de formar cordão humanoFoto: Julio Cesar Stella / Arquivo Pessoal

— Foi assustador, mas eles sabiam o que faziam. Dois deles vieram até a porta da loja, me olharam e avisaram que aquilo era um assalto. Fiquei escondida junto com um guarda que conseguiu correr para cá — relata a lojista vizinha das agências bancárias na Rua Antônio Stela.

Na fuga, os criminosos levaram três reféns que foram liberados logo após. Miguelitos (pregos retorcidos) foram espalhados em diversas ruas para atrapalhar qualquer perseguição policial. Eles fugiram pela RS-126, em direção a São Jorge. A Brigada Militar e a Polícia Civil estão mobilizadas e realizam buscas na região de Lagoa Vermelha. 

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) está em contato e presta apoio à Polícia Civil da região. 

— Nos causa preocupação pela violência empregada (pelos assaltantes), com arma de fogo, impedindo a aproximação das forças policiais e causando pânico na população. Estamos procedendo os trabalhos necessários na investigação para responsabilização desses criminosos  — conta o delegado João Paulo Abreu, da Delegacia de Roubos do Deic. 

Nesta manhã, uma agência dos Correios em Guabiju, cidade localizada cerca de 35km ao sul de Ibiraiaras, foi assaltada por dois criminosos — a quantia em dinheiro ainda não foi confirmada. Conforme o delegado João Paulo de Abreu, até o momento não é possível relacionar os dois roubos por conta da carência de informações.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros