Reunião da segurança pública do RS trata de uso de força se não houver acordo com caminhoneiros - Notícias

Versão mobile

 

Paralisação25/05/2018 | 18h39Atualizada em 25/05/2018 | 18h46

Reunião da segurança pública do RS trata de uso de força se não houver acordo com caminhoneiros

Decisão ocorreu após pronunciamento do presidente Michel Temer convocando forças policiais para atuarem na dispersão do movimento

GaúchaZH
GaúchaZH

A  cúpula da segurança pública está reunida na sede da Secretaria de Segurança Pública do Estado, em Porto Alegre, para tratar como o policiamento gaúcho irá atuar no desbloqueio de rodovias. O encontro ocorre após o presidente Michel Temer anunciar em pronunciamento na tarde desta sexta-feira (25) que solicitou o uso da Força Nacional de Segurança para colocar fim à greve dos caminhoneiros.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho  

O anúncio ocorreu após entrevista coletiva concedida na noite de quinta-feira (24), quando o governo federal anunciou que, após atender algumas reivindicações da categoria, os caminhoneiros se comprometeriam em suspender as paralisações, que persistiram nesta sexta-feira e provocam desabastecimento no Estado.

Participam da reunião convocada após a fala do presidente Temer, o comando da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, o secretário da Segurança Pública, Polícia Civil, Brigada Militar, Ministério Público Federal e Estadual e Exército. Entrevista coletiva foi convocada para as 16h, onde será feito o anúncio de quais ações serão tomadas pelo Rio Grande do Sul.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros