Escola da Vila Mapa conquista prêmio em mundial de robótica - Notícias

Versão mobile

 

Zona Leste24/06/2018 | 16h25Atualizada em 24/06/2018 | 16h25

Escola da Vila Mapa conquista prêmio em mundial de robótica

Equipe de robótica de escola municipal Heitor Villa Lobos representou o Brasil na Robocup 2018, no Canadá

Escola da Vila Mapa conquista prêmio em mundial de robótica Arquivo Pessoal/Divulgação
Alunos e professora foram recebidos com festa no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação

A equipe de robótica da Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa Lobos, na Vila Mapa, bairro Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre, chegou neste domingo à Capital com o prêmio de Melhor Apresentação no Campeonato Mundial de Robótica, em Montreal, no Canadá, disputado na semana passada. Os cinco alunos, coordenados pela professora Cristiane Pelisolli Cabral, representaram o Brasil na Robocup 2018 na modalidade OnStage — em que, em um palco, dois alunos têm de dançar com robôs. 

Equipe Lobóticos da Robótica Educacional da EMEF Heitor Villa Lobos, no Canadá, conquista o Best Presentation no Robocup
Equipe no dia da premiação, no CanadáFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação

— Foi emocionante. Nosso desempenho foi muito bom, apresentamos nosso trabalho quase com perfeição. Foi muito gratificante, visto que foram 23 seleções de robótica de diferentes países e recebemos um dos nove prêmios distribuídos. Estamos entre as melhores seleções de robótica do mundo na modalidade OnStage — comentou entusiasmada, por telefone, a professora, no retorno a Porto Alegre. 

Leia mais
É preciso preparar os jovens não para um vestibular, mas para a vida, afirma professor
Professora desabafa sobre ensino nas redes sociais: "Os pais devem parar de mimar os filhos"
Por que o restauro do Instituto de Educação vai custar R$ 28,6 milhões

Financiamento coletivo

Foi a terceira vez que o Lobóticos — como o grupo é identificado — teve o direito de representar o Brasil no mundial. Em 2012, a equipe esteve no México, e, em 2013, na Holanda, quando ficou entre as 10 melhores. Em ambas, a prefeitura da Capital custeou as despesas das viagens. Desta vez, porém, a Secretaria Municipal de Educação (Smed), alegando problemas financeiros, liberou apenas R$ 20 mil para ajudar no deslocamento e na hospedagem. Eram necessários R$ 60 mil. 

A falta de dinheiro quase fez a equipe desistir do torneio, mas a mobilização por meio de um financiamento coletivo — vaquinha virtual — deu esperança aos estudantes. Com as doações, foram arrecadados R$ 18 mil. O valor necessário só foi confirmado em maio, quando a Smed liberou mais R$ 10 mil e o Instituto Jama contribuiu com outros R$ 10 mil.

Equipe Lobóticos da Robótica Educacional da EMEF Heitor Villa Lobos, no Canadá, conquista o Best Presentation no Robocup
Anúncio dos vencedoresFoto: Arquivo Pessoal / Divulgação

Viagem da superação

Em 15 de junho, a equipe embarcou para o Canadá e competiu entre os dias 17 e 21. Foram duas apresentações em grupo e outra com o chamado SuperTeam _ momento em que três equipes se reúnem para fazer um trabalho colaborativo. A equipe da Vila Mapa apresentou-se ao lado dos estudantes da Rússia do Canadá. 

— O evento foi muito bom, muito bem organizado e a cidade de Montreal é maravilhosa. Um convite à diversidade! — resumiu a professora. 

Descrição: Equipe Lobóticos da Robótica Educacional da EMEF Heitor Villa Lobos, no Canadá, conquista o Best Presentation no Robocup
Equipe Lobóticos no caminho para Porto AlegreFoto: Arquivo Pessoal / Facebook

Na página dos Lobóticos no Facebook, antes do retorno ao Brasil, os cinco estudantes deixaram uma mensagem em vídeo:

— Gostaríamos de agradecer a todos que nos ajudaram até aqui. Esta viagem se resume na palavra superação, diante de todas as batalhas nossas diárias. Fomos atrás de ajuda e conseguimos trazer a vitória para o Brasil.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros