Após reportagem do Diário, moradora de Eldorado do Sul consegue receber aposentadoria - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso06/07/2018 | 09h47Atualizada em 06/07/2018 | 09h47

Após reportagem do Diário, moradora de Eldorado do Sul consegue receber aposentadoria

Com 30 anos de serviço completos em outubro passado, ela havia dado entrada no pedido ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em janeiro deste ano

Após reportagem do Diário, moradora de Eldorado do Sul consegue receber aposentadoria Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Notícia boa para a técnica contábil Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

O peso de uma incerteza saiu das costas da agora técnica contábil aposentada Maria Rosangela Alves Chaves, 54 anos. No dia 28 de junho, o Diário Gaúcho mostrou a demora enfrentada pela moradora do bairro Cidade Verde, em Eldorado do Sul, para conseguir a liberação de sua aposentadoria. Após a publicação no jornal na quinta-feita, Maria teve seu benefício liberado no dia seguinte, sexta-feira. 

Leia mais
Isolada há quase um ano, marquise do Centro de Saúde Santa Marta não tem previsão de obras, em Porto Alegre
Paciente com má-formação congênita espera por consulta com dentista há três meses, em Cachoeirinha
Após abandono de construtora, duas escolas infantis estão com obras paradas, em Viamão

Com 30 anos de serviço completos em outubro passado, ela havia dado entrada no pedido ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em janeiro deste ano. À época, a previsão de resposta do INSS era 12 de março. Entretanto, até a semana passada, a moradora de Eldorado do Sul seguia aguardando um retorno da Previdência. 

— Logo depois que saiu no jornal liberaram. Fiquei muito feliz, já estava esperando há seis meses. Isso estava me preocupando — relata Maria. 

Alívio 

Com a concessão da aposentadoria, a técnica contábil poderá enfim se preocupar menos com trabalho. Além disso, a renda, que será paga desde o mês de outubro com a correção monetária, servirá para realização de exames pelos quais Maria precisa passar: 

— Tenho um ecocardiograma e uma tomografia do pé direito para fazer. Com a liberação do meu benefício, vou conseguir pagar os exames. 

Resposta 

Na semana passada, quando a reportagem foi publicada pelo Diário, o INSS não havia dado resposta até o fechamento da matéria. Somente na manhã de sexta-feira uma nota foi encaminhada ao jornal. No texto, a assessoria de imprensa do órgão explicou que "o pedido de aposentadoria foi analisado e concedido, com prioridade em relação a outras demandas que se encontravam pendentes na agência".

Apesar de morar em Eldorado do Sul, o processo de Maria correu na agência do INSS em Guaíba, a mais próxima do município onde vive. Ela ficou decepcionada com a demora na resposta do INSS, que só veio após a reportagem. Mas agora, comemora a solução do problema: 

— Não deveria ser assim. Nossos direitos deveriam ser cumpridos com agilidade. Mas quase sempre, precisamos recorrer a outras instâncias, como eu recorri ao Diário. Nem sei como agradecer pela ajuda que recebi.

*Produção: Alberi Neto

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros