Projeto pretende facilitar tratamento do câncer de mama pelo SUS - Notícias

Versão mobile

 

Inscrições abertas31/07/2018 | 16h47Atualizada em 31/07/2018 | 16h48

Projeto pretende facilitar tratamento do câncer de mama pelo SUS

Iniciativa começa em Porto Alegre a partir desta quinta-feira (2) e acompanhará mulheres com suspeita ou diagnóstico da doença

Projeto pretende facilitar tratamento do câncer de mama pelo SUS Cris B./Fotolia
Comunidades da zona sul de Porto Alegre serão as primeiras atendidas Foto: Cris B. / Fotolia
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Pacientes com câncer de mama em tratamento – ou ainda na fase do diagnóstico – pela rede pública de saúde começam a ganhar um novo aliado nesta quinta-feira (2). Trata-se do projeto Navegadores, uma iniciativa da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama). Ainda em fase de teste, a iniciativa abre inscrições nesta quinta-feira (2) somente para moradoras da zona sul de Porto Alegre.  

Quem for selecionada participará de reuniões periódicas com assistentes sociais que acompanharão o tratamento. Se houver algum problema ameaçando o combate à doença, elas entrarão em ação para encontrar alternativas dentro do sistema de saúde. A dificuldade pode ser um exame que não consegue ser marcado ou algum obstáculo pessoal da paciente – necessidade de atendimento psicológico, por exemplo.

Leia mais
Anvisa aprova genérico para tratamento do câncer de mama
Cientistas desenvolvem exame de sangue para detectar melanoma
Em tratamento contra o câncer, Ana Furtado faz exercícios usando máscara; entenda

Nesta primeira fase, serão atendidas 50 mulheres em Unidades de Saúde (US) no bairro Restinga e no extremo sul da Capital. Para se candidatar, é preciso – além de morar nessas regiões – entrar em contato com as assistentes sociais do projeto (confira abaixo). As vagas estarão abertas até serem totalmente preenchidas.

– Essas mulheres terão encontros periódicos com as assistentes sociais. A missão do projeto será ajudar a identificar se elas estão enfrentando alguma barreira, como a demora para fazer uma mamografia, por exemplo. As assistentes, então, buscarão alternativas dentro do sistema de saúde – explica a coordenadora de Relações Institucionais e Advocacy da Femama, Ana Lucia Gomes.

Expectativa de ampliar o atendimento

O acompanhamento está programado para durar um ano. A partir daí, os resultados serão estudados e se avaliará levar a iniciativa para outras partes da Capital e do país. O projeto tem apoio do SUS e da Secretaria Municipal de Saúde, com investimento social da Novartis e Roche.

– Esse trabalho aproximará ainda mais a Femama da realidade dos sistemas de saúde públicos, tornando mais evidentes os gargalos que provocam dificuldade e demora para pacientes oncológicos – afirma a mastologista e presidente voluntária da federação, Maira Caleffi.

Como participar do Projeto Navegadores

Navegadora Extremo Sul

Contato para inscrição: e-mail navegador.extremosul@femama.org.br
Dias e locais de atendimento:
Segunda-feira, das 9h às 13h: Unidade de Saúde Belém Novo  
Terça-feira, das 11h às 13h: Unidade de Saúde Lami
Quinta-feira, das 11h às 13h: Unidade de Saúde Paulo Viário
Sexta-feira, das 9h às 13h: Unidade de Saúde Ponta Grossa

Navegadora Restinga 

Contato para inscrição: e-mail navegador.restinga@femama.org.br
Dias e locais de atendimento:
Segunda-feira, das 9h às 13h: Unidade de Saúde Quinta Unidade
Terça-feira, das 11h às 13h: Clínica da Família José Mauro Ceratti
Quinta-feira, das 11h às 13h: Unidade de Saúde Macedônia
Sexta-feira, das 9h às 13h : Unidade de Saúde Pitinga/Unidade de Saúde Chácara do Banco (a cada semana, o encontro será em uma das unidades)

Quem pode se candidatar: mulheres em tratamento na rede pública ou que estão encaminhando exames para o diagnóstico. E devem ser moradoras das regiões
Quanto custa: é gratuito
Como será a seleção: por ordem de inscrição, desde que cumpridos os requisitos
Quando começam os encontros: a assistência social da área correspondente ajustará isso com cada selecionada
Por quanto tempo será o programa:
a duração inicial prevista é de um ano

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros