Sapucaia oferece oficinas de música e arte para quem quiser - Notícias

Versão mobile

 

INCENTIVO21/07/2018 | 08h00Atualizada em 21/07/2018 | 08h00

Sapucaia oferece oficinas de música e arte para quem quiser

Cursos de violão, teclado, pintura em tela e artesanato são destinados para quem já entende do assunto ou para quem quer aprender

Sapucaia oferece oficinas de música e arte para quem quiser Isadora Neumann/Agencia RBS
Alunas na oficina de pintura em tela Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

É nas dependências da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Sapucaia do Sul que 180 sapucaienses aprendem, gratuitamente, a tocar violão e teclado, a pintar em tela e também a fazer artesanato. Oferecidos pela prefeitura, os cursos são destinados a quem não tem conhecimento algum nas áreas ou para quem quer aprimorar os conhecimentos. Podem participar pessoas a partir dos 10 anos, inclusive alunos com necessidades. 

Nas oficinas de música, os professores buscam separar as turmas por faixa-etária, por nível de conhecimento e por gostos musicais. O curso é uma iniciação, mas objetivo é ir além das notas musicais e estimular que os alunos façam o que gostam, destacam Paulo Maciel, 55 anos e Paulo Roberto da Silva, 63 anos, professores de violão.

— Também funciona como uma integração, pois os alunos conhecem pessoas diferentes, fazem novos amigos — aponta Paulo Maciel.

 SAPUCAIA, RS, BRASIL, 20/07/2018: A prefeitura de Sapucaia oferece aulas gratuitas de violão e teclado para os moradores. Na foto:Stephanie da Silva (aluna de violão)Paulo Roberto da Silva (prof de violão)Indexador: ISADORA NEUMANN
Stephanie estuda com o professor Paulo Roberto da Silva há dois anosFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Stephanie da Silva, 11 anos, sempre gostou de música e há dois anos faz aulas de violão com o professor Paulo Roberto da Silva. A preferência da estudante, que também canta,  é pelas músicas sertanejas.  Ela pretende seguir profissionalmente com a música em carreira solo.

Os cursos não tem um tempo determinado e é possível fazer mais de uma oficina. É o exemplo de Cássio Lara, 27 anos, que frequenta a secretaria desde os 19 anos. Formado em logística, atualmente faz aulas de pintura em tela, mas já passou também pelo violão e teclado. 

— Aqui, desenvolvemos capacidades motoras e também a criatividade. A arte ocupa a mente, isso é uma inclusão cultural. Cheguei aqui e não sabia nada, fui aprendendo tudo com os professores — conta Cássio.

 SAPUCAIA, RS, BRASIL, 20/07/2018: A prefeitura de Sapucaia oferece aulas gratuitas de violão e teclado para os moradores. Na foto:  Cássio LaraIndexador: ISADORA NEUMANN
Depois de passar pelas oficinas de violão e teclado, agora Cássio está aprendendo a pintura em telaFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Terapia

A artista plástica e professora de pintura em tela, Rosalba Masiero, 49 anos, ressalta que a oficina não trabalha apenas a parte motora ou a beleza e a estética da pintura, mas também serve como uma terapia.

— Na pintura é possível expressar os sentimentos: sonhos, desejos, alguns medos. Tem um pouquinho de tudo, que é salientado na expressão artística de cada um — explica a professora.

 SAPUCAIA, RS, BRASIL, 20/07/2018: A prefeitura de Sapucaia oferece aulas gratuitas de violão e teclado para os moradores. Na foto:  Eduarda GuterresIndexador: ISADORA NEUMANN
Eduarda sonha em ser artista plásticaFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Eduarda Guterres, 15 anos, é uma das alunas que pretende levar o que foi aprendido em aula para o futuro profissional. A estudante sonha em ser artista plástica e reitera o lado terapêutico da arte.

— É algo que me tira do mundo real, posso criar o que eu quero. As coisas podem ser do meu jeito sempre, sem regras — relata a estudante.


Novas atividades

 SAPUCAIA, RS, BRASIL, 20/07/2018: A prefeitura de Sapucaia oferece aulas gratuitas de violão e teclado para os moradores. Na foto: Maria Odete Castilhos Gonçalves Indexador: ISADORA NEUMANN
Maria Odite sempre sonhou em aprender tocar tecladoFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Para Maria Odite Castilhos Gonçalves, 74 anos, sempre foi um sonho aprender a tocar teclado. Mas nunca teve condições financeiras para fazer um curso. Atualmente, toda quinta participa das aulas do professor Nelson Biana, 59 anos.

— Estou gostando muito, maravilhoso para a vida da gente, para a nossa saúde — diz a dona de casa.

O professor destaca a satisfação de ensinar aos alunos, principalmente quando chegam sem saber nada e aprendem a tocar as primeiras músicas.

— Mesmo que seja uma música simples, quando eles aprendem a tocar, saem com brilhos nos olhos daqui. Isso me faz muito bem — comemora Nelson.

O uruguaio morador de Sapucaia José Monteiro Nunes, 75 anos, aposentou-se, mas, cansado de ficar em casa, resolveu aprender música. Em breve, pretende comprar um teclado para praticar em casa o que aprender nas aulas. 

— Sempre gostei de música e encontrei um novo hobbie com o teclado. Nessa idade não é fácil aprender, mas quero praticar ainda mais — ressalta ele.

Na sala ao lado, o neto de dez anos Ângelo Gabriel Wollenhaupt participa da oficina de pintura.

 SAPUCAIA, RS, BRASIL, 20/07/2018: A prefeitura de Sapucaia oferece aulas gratuitas de violão e teclado para os moradores. Na foto: José Monteiro Nunes José Monteiro Nunes e Angelo Gabriel Wollenhaupt (neto dele)Indexador: ISADORA NEUMANN
José Monteiro Nunes acompanhado do neto Ângelo Gabriel e do professor de teclado, Nelson BianaFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Os alunos não podem faltar mais de três vezes às aulas, se não perdem a vaga da oficina. Nas aulas de teclado e violão, os instrumentos são emprestados, porém, caso o aluno tenha o próprio instrumento, a Secretaria pede que levem.


Ajude e participe

- Para aumentar o número de vagas (atualmente são 180 para todas as oficinas), a secretaria precisa de doações de violões e teclados. Os instrumentos podem ser levados na sede da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, nas dependências do Auditório Vanessa Ceconet (Av. João Pereira de Vargas, 2843), de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. 

- As inscrições para novos alunos também devem ser feitas no local. É necessário levar um documento com foto, comprovante de residência e, para estudantes, comprovante de frequência escolar.



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros