FGTS vai dividir R$ 6,23 bilhões entre trabalhadores: saiba quanto você deve receber - Notícias

Versão mobile

 

Lucro do Fundo14/08/2018 | 15h15Atualizada em 14/08/2018 | 15h37

FGTS vai dividir R$ 6,23 bilhões entre trabalhadores: saiba quanto você deve receber

Rendimentos das contas vinculadas ficam acima da inflação pelo segundo ano consecutivo. Depósitos serão realizados até o dia 31 deste mês

FGTS vai dividir R$ 6,23 bilhões entre trabalhadores: saiba quanto você deve receber Diogo Sallaberry/Agencia RBS
A partir de 31 de agosto, os trabalhadores poderão consultar os valores Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) fechou 2017 com lucro de R$ 12,46 bilhões. Com isso, R$ 6,23 bilhões – metade do rendimento – serão divididos entre todos os trabalhadores que tinham saldo no Fundo em 31 de dezembro do ano passado. Cerca de 258 milhões de contas receberão valores. Deste total, 90,7 milhões de pessoas serão beneficiadas. Os depósitos serão realizados até o dia 31 de agosto. 

O anúncio ocorreu nesta terça-feira (14), após a reunião do Conselho Curador do FGTS no Ministério do Trabalho, em Brasília. É o segundo ano em que metade dos lucros do FGTS são distribuídos, e os rendimentos serão maiores do que a inflação. Enquanto a inflação oficial de 2017 ficou em 2,95%, o rendimento do FGTS fechou em 5,59%. O Conselho também divulgou o início da nova modalidade de saque do dinheiro do Fundo, para compra de órteses e próteses.

Leia mais
Trabalhador com deficiência poderá usar FGTS para compra de prótese e órtese
Caixa suspende linha pró-cotista para imóveis usados; confira as alternativas
FGTS: entenda as novas regras e veja todas as situações em que é possível usar o recurso na casa própria

Mas que ninguém espere um grande salto no saldo com esse dinheiro. A quantia que cada trabalhador terá depositada vai depender do quanto havia de saldo  em 31 de dezembro, mas a estimativa é de que, em média, o lucro represente R$ 38 a mais por conta.  

A partir de 31 de agosto, os trabalhadores poderão consultar os valores no site da Caixa Federal. Outra opção de atendimento aos trabalhadores é pelo aplicativo FGTS ou, ainda, por meio do SMS FGTS.

Regras de saque seguem as mesmas

A parte que cabe ao trabalhador passa a fazer parte do saldo de sua conta e só pode ser sacada em situações específicas, como demissão sem justa causa, compra da casa própria, aposentadoria e doenças graves. 

Após ser dividido, o restante do lucro incorpora o patrimônio do FGTS e parte dos rendimentos é usada em políticas públicas como o programa Minha Casa Minha Vida e projetos de saneamento básico e mobilidade urbana. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros