Magali Moraes e uma dica: pegou emprestado? Devolve logo - Notícias

Versão mobile

 

Coluna da Maga08/08/2018 | 10h00Atualizada em 08/08/2018 | 10h00

Magali Moraes e uma dica: pegou emprestado? Devolve logo

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e uma dica: pegou emprestado? Devolve logo Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Você empresta numa boa? Mesmo se não tem certeza de quando vai receber de volta? Qual é a sua reação imediata quando te pedem algo emprestado? Livro? Liquidificador? Colchão extra? A única caneta que tem dentro da bolsa? Baralho de cartas? Vestido de festa? Dinheiro? Abridor de vinho? Bomba de encher pneu? Martelo? Carro? Furadeira? Panela de pressão? Xícara de arroz? Escada? Mangueira? Guarda-chuva? Mala? Ventilador? 

É complicado se sentir na obrigação de emprestar. Pode pensar um minutinho? Dizer não com firmeza é uma arte. Dar uma desculpa requer jogo de cintura. Ou você é daqueles que se antecipam e oferecem o objeto? Tem gente que é desapegada. Empresta tudo pra todos, depois até esquece que emprestou. Outras pessoas não funcionam assim. Especialmente se não conhecem bem o vivente que pediu. Se sentem desconfortáveis. Até emprestam, mas fica a dúvida no ar. Tudo o que vai volta?

Leia outras colunas da Maga  

Gentil

No sábado passado, de repente me pediram três espetos de churrasco. Eu não conhecia esse casal, provavelmente eles estavam só de passagem na praia. Não custa ser gentil. No dia seguinte, já era a nossa hora de ir embora e cadê os espetos? Nenhuma alma viva na casa. O jeito foi recorrer ao famoso bater palmas até latejar a mão. A gente fica mais constrangido do que eles, vê se pode. Emprestar é uma boa oportunidade de observar o comportamento humano. O que pra nós pode parecer óbvio, pros outros não é. Bom senso é relativo. Prazo é flexível. Educação é ponto de interrogação.

Eita! Alguma vez na vida somos nós que pedimos emprestado e deixamos por isso mesmo. Ninguém quer ser esse tipinho deselegante, né? Se eu já te pedi algo emprestado e esqueci de devolver, mil perdões!! Se ainda tá comigo, deve estar bem guardado. Vou procurar agora mesmo e te devolver. Com uma caixa de bombons pra limpar a minha barra. Anota aí a dica: chocolate é diplomacia. É delicadeza. É o melhor pedido de desculpa que existe.          


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros