Magali Moraes: quando a saúde fala mais alto - Notícias

Versão mobile

 

Coluna da Maga13/08/2018 | 08h00Atualizada em 13/08/2018 | 08h00

Magali Moraes: quando a saúde fala mais alto

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: quando a saúde fala mais alto Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Nos últimos dias, tenho pensado a sério na saúde. Mais especificamente, no que fazemos com a nossa. Somos feitos de ciclos. Ninguém consegue se cuidar direitinho o tempo todo. Em certos períodos da vida, a gente se organiza e vai na academia, come melhor, dorme bem, se sente com disposição. Em outros, esquece de si, descuida geral e acha que o remédio pra tudo é comer. A ansiedade vira desculpa pra transformar o estômago em lata de lixo. O cansaço nos vence. O trabalho consome toda a energia. 

A pergunta do milhão: por que não conseguimos manter a saúde no topo da lista de prioridades? Não sei a resposta. Seguido eu caio nessa armadilha, e só me dou conta séculos depois. Mas desconfio que outra pergunta pode ajudar. E se a gente sempre se perguntar (respondendo com sinceridade): "isso faz bem pra minha saúde?" Na frente de batatas fritas pingando de gordura. Na frente de uma pessoa grosseira. Na ausência das amigas. Na ânsia de fazer tudo junto e nada direito. 


Leia outras colunas da Maga

Companhia


O que falta pra você cuidar melhor da sua saúde? Dinheiro? Tempo? Coragem? Companhia? Então vamos lá! Fazendo escolhas melhores. Dizendo não pra horários insanos. Fugindo de quem é negativo. Usando a comida pra matar a fome, não pra curar todos os males da humanidade. Tentando não se incomodar demais. Reservando momentos pra relaxar. Não guardando no peito sentimentos ruins. Deitando mais cedo pra dormir melhor. Sendo mais gentil com você mesmo.

A semana tá começando, e isso pode ajudar. Use essa segunda-feira novinha em folha pra virar a página. Adeus, hábitos antigos. Partiu ser mais saudável. Quem sabe você descobre um jeito de colocar a sua saúde no topo da lista. Mais frutas, menos remédios. Mais risadas, menos estresse. Que essa coluna seja um incentivo pra parar de fumar. Não engolir mais sapos no trabalho. Voltar a caminhar. Reatar amizades. Deixar pra trás aquilo que te incomoda. Eu tô disposta a mudar, e você?

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros