Manoel Soares apresenta Ezequiel, seu quinto filho - Notícias

Versão mobile

 

Papo Reto04/08/2018 | 07h00Atualizada em 04/08/2018 | 07h00

Manoel Soares apresenta Ezequiel, seu quinto filho

O colunista ainda lança um desafio aos seus leitores, o Teste do Afeto

Manoel Soares apresenta Ezequiel, seu quinto filho Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

No final deste texto, tem um teste que gostaria que você fizesse. Se rolar, me manda e-mail depois. É que esta semana chegou em minha vida mais um anjo. Ezequiel nasceu com 50 centímetros e 4,045 quilos que caíram como uma tonelada em minha vida. 

Desde o início da gravidez me propus a ser um outro tipo de cara. Apesar de ser engajado socialmente, nunca fui um cara afetivo, não era de dar beijo nos meus filhos e irmãos. Chorar não fazia parte da minha vida. Desde cedo, me tornei líder da minha família e da minha comunidade. Sentimentos à flor da pele, na minha maneira errada de ver, era uma fraqueza que eu não poderia demonstrar. Isso me rendeu muitas conquistas, mas incalculáveis perdas. 

Leia mais colunas de Manoel Soares

Hoje, aos 38 anos, decidi mudar e ter como símbolo dessa mudança meus três filhos biológicos e os dois de coração. Ensino aos meus filhos pelos atos, se não for assim é hipocrisia. Eles são cinco e não posso ser um pai general para uns e afetivo para outros. Por isso, entrei numa pegada de me refazer. 

Quero que o Ezequiel não conheça o pai que os meus outros filhos conheceram, quero que meus filhos reconheçam essa mudança e sejam mais afetivos e felizes. Não fiquei molenga, não aceito atitudes erradas, não abri mão do correto, só uso o carinho como forma de ensinar para eles os bons caminhos da vida. Mostre esse texto ao seu pai ou seu filho e, depois que ele ler, dê um beijo nele. Se não consegue fazer isso, você tem o mesmo problema que eu e meus filhos tínhamos. Beijo para todos.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros