Antes da abertura oficial,  Acampamento Farroupilha já tem grande movimento - Notícias

Versão mobile

 

Piquetchê do DG03/09/2018 | 07h30Atualizada em 03/09/2018 | 07h30

Antes da abertura oficial,  Acampamento Farroupilha já tem grande movimento

Com muito churrasco, chimarrão e música, os gaúchos curtiram o dia nublado no Parque Harmonia

Antes da abertura oficial,  Acampamento Farroupilha já tem grande movimento André Ávila/Agencia RBS
Murilo recebe ensinamentos do laço gauchesco Foto: André Ávila / Agencia RBS

Oficialmente, o Acampamento Farroupilha começa só na sexta-feira, mas a fumaça e o cheiro de carne assada já se instalou pra valer no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho. A umidade do primeiro fim de semana e o barro gerado pela chuva que caiu sem parar desde a tarde de quinta-feira era obstáculo apenas para se chegar ao Acampamento Farroupilha. Lá dentro dos piquetes, era só festa, churrasco, chimarrão, cantorias e fandango. 

Poder feminino

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 02/09/2018 - Domingo no Acampamento Farroupilha. Na foto: Elisângela, Núbia, Fernanda e Vânia Peixoto (FOTOGRAFO: ANDRÉ ÁVILA / AGENCIA RBS)
As quatro irmãs comandam o Tchê GuriasFoto: André Ávila / Agencia RBS

Leia mais
Conheça a mulher que é a Guardiã da Chama Crioula 
 Legado deixado por Paixão Côrtes inspira tradicionalistas
Guaíba prepara espetáculo sobre Revolução Farroupilha

Entre os piquetes em pleno funcionamento está o Tche Garotas. Comandado pelas irmãs Peixoto, Núbia, 44 anos, Fernanda, 35, Elisângela e Vânia, 39 e 38 anos, respectivamente, ele completa 20 anos no Acampamento neste setembro. Segundo Núbia, as quatro irmãs foram as pioneiras em valorizar o poder feminino no meio tradicionalista. Quando começaram a empreitada, além do preconceito, tinham de fugir do pai para acampar na Estância do Harmonia.

— Há 20 anos, era o único piquete comandado por mulheres. Seguimos até hoje, passando de geração para geração — destaca Núbia, que ontem comemorava o aniversário ao lado da família.

Amizades

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 02/09/2018 - Domingo no Acampamento Farroupilha. Na foto: Gilberto Flores (FOTOGRAFO: ANDRÉ ÁVILA / AGENCIA RBS)
Gilberto Flores é um dos fundadores do Das Barrancas do Rio UruguaiFoto: André Ávila / Agencia RBS

Aos poucos os são borjenses radicados na Capital vão tomando o piquete Das Barrancas do Rio Uruguai. Entre eles, Gilberto Flores, 58 anos, um de seus fundadores. 

— Acampamos aqui há 35 anos. Começamos no tempo em que dormíamos em lonas, com ou sem chuva — lembra Gilberto.

Para ele, as amizades que são feitas no mês farroupilha é o principal motivo para comparecer todos os anos. Todo setembro, no Barrancas do Rio Uruguai, cerca de 15 pessoas acampam.

— Fazemos muitas amizades. A maioria só vemos aqui, uma vez por ano. As pessoas criam vínculos aqui — enfatiza.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros