Magali Moraes e as unhas sujas de terra - Notícias

Vers?o mobile

 

COLUNA DA MAGA24/09/2018 | 08h00Atualizada em 24/09/2018 | 08h00

Magali Moraes e as unhas sujas de terra

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

É sempre assim. Quando lembro de colocar luvas, já é tarde. Minhas unhas estão pretas. A lixa sai do armário do banheiro, se achando a salvadora. Tenta melhorar a aparência e me deixar mais urbana. Chama o alicate de cutículas. Mas eles não conseguem. A terra entrou por baixo e impregnou na pele. Estou com mãos de quem arrancou inço da grama, catou folhas secas e galhos, escolheu muda de planta, tirou o torrão do plástico, acomodou as raízes dentro do vaso. Estou feliz!

Com as unhas imundas, mas feliz. A água que molhou a terra não foi suficiente pra limpar os dedos. O sabonete fez espuma e me fez rir. No dia em que a primavera chegou, uma trepadeira de jasmim veio morar na treliça na frente de casa. Enrosquei seus galhos, perdi algumas folhas no meio do caminho. Agora é esperar as flores pra perfumar o verão. E que esse perfume espalhe pela rua, entre por frestas de portas e janelas, inspire bons sentimentos.

Leia outras colunas da Maga

Pedaços

É sempre assim. Quando chego na praia, juntando meus pedaços, não demora muito eu me refaço. O cansaço vai saindo do corpo. Em poucas horas, sou outra pessoa. As unhas sujas de terra são parte da terapia. Também tem a rede balançando suas franjas ao vento. As paredes coloridas da casa. Mas é o verde da natureza que surte efeito mais rápido. Sou guria de apartamento. Ter grama no chão faz bem pros pés, pros olhos e pro coração. Se tiver o azul do céu, fechou todas. 

Por que deixamos o estresse impregnar feito terra preta na pele? Quem sabe a gente escolhe essa simpática segunda-feira pra agir diferente no trabalho, em casa, na frente do espelho? Bora lá buscar o tal equilíbrio. Uma nova semana está começando. E hoje pode ser um dia perfeito pra enxergar a vida com mais leveza. Vem comigo? Prometo soltar os ombros, e você? Na quarta, a gente se encontra aqui de novo. Até lá, te cuida! Dorme bem, te alimenta direitinho, dá umas gargalhadas, abraça e beija bastante, fica bem. 

 
 
 
 
 
 

Mais sobre

 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros