Magali Moraes te convida a participar do Setembro Amarelo - Notícias

Versão mobile

 

Coluna da Maga12/09/2018 | 12h25Atualizada em 12/09/2018 | 12h25

Magali Moraes te convida a participar do Setembro Amarelo

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes te convida a participar do Setembro Amarelo Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Como se pudesse ser ainda mais inspirador, setembro foi escolhido o mês da prevenção ao suicídio. Pensa na primavera, que faz tudo renascer (inclusive a esperança). Agora presta atenção na energia que a cor amarela tem. Os raios de sol, o calor, a alegria, aquela luz que ilumina a alma. E como tem gente que precisa dessa positividade. Também precisa de acolhimento, de colo e carinho, de ser ouvido, de conseguir botar pra fora toda a escuridão que sente por dentro.

A depressão não é a única causa que leva uma pessoa a tirar a vida, mas eu acredito que seja a maior responsável. Isso porque é uma doença silenciosa. Vai corroendo a confiança, liquidando com a autoestima, tirando a força de vontade pra reagir. É muito mais que uma tristezinha. Quem sofre de depressão nem sempre quer falar, leva a vida do jeito que dá, esconde os sentimentos, até que paralisa. Só quem já viu alguém que ama passar por isso sabe o que a doença significa. 

Leia outras colunas da Maga  

Bullying

Crianças e adolescentes merecem ser especialmente lembrados no Setembro Amarelo. O bullying, essa praga cruel e cada vez mais presente nas escolas, é capaz de assombrar e aprisionar. Quantas séries, filmes e livros ainda serão criados pra nos alertar sobre isso? Pra abrir nossos olhos? Acabar com a própria vida é uma atitude drástica pra quem assiste de fora. Julgar é fácil. Mas pra quem está mentalmente abalado, aprisionado em medos e angústias, pode ser a única solução. 

O Setembro Amarelo é um convite a valorizar a vida, e a gente deve fazer de tudo pra ajudar. Depressão não é frescura. É doença que se trata com medicação e terapia. Bullying não é bobagem de criança. É sofrimento diário que se enfrenta com o apoio da família, amigos e escola. O primeiro passo é assumir o problema e enfrentar a situação de cabeça erguida. Ninguém está livre. Olhos bem atentos e coração aberto. Esse mês é uma força-tarefa pela vida. Que seja assim o ano inteiro.    


->
 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros