Transcal responde às reclamações dos passageiros - Notícias

Versão mobile

 

TRANSPORTE28/09/2018 | 19h06Atualizada em 28/09/2018 | 19h26

Transcal responde às reclamações dos passageiros

Na publicação do dia 27 de setembro, usuários relatara que ônibus são lotados, há atrasos e sucateamento da frota

 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 19/09/2018: Segundo relatos, empresa Transcal demitiu cobradores e em alguns ônibus motoristas estão cobrando as passagens.
Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Após da publicação de reportagem, no dia 27, a respeito da situação dos ônibus da Transcal, que realiza o transporte entre Gravataí e Cachoeirinha e a Capital, a empresa se manifestou por e-mail.

Segundo o gerente geral da empresa, Pedro Bessa, os ônibus operam sem cobradores apenas fora do horário de pico, quando poucos passageiros pagam com dinheiro. Além disso, ele afirma que a frota trabalha dentro das normas vigentes e definidas por Lei.

– Mantemos um programa de manutenção preventiva. Em agosto, 97,5% de 185 ônibus receberam manutenção. Ônibus convencionais serão agregados à frota até o final do ano. As renovações ocorridas entre 2015 e 2017 correspondem a 15% da frota atual — afirmou Pedro.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 19/09/2018: Segundo relatos, empresa Transcal demitiu cobradores e em alguns ônibus motoristas estão cobrando as passagens.
Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Outras questões

Sobre o tempo de viagem, a empresa aponta o aumento de carros nas ruas das cidades, destacando que os automóveis e o transporte coletivo disputam o mesmo espaço.

— Em 2013, por exemplo, a Linha Passo do Hilário, em Gravataí, realizava o trajeto em uma hora e dez minutos. Hoje, o mesmo trajeto é realizado em uma hora e meia. Isso é resultado de congestionamentos e trânsito lento — afirma o presidente.

Pedro aponta que a solução para desafogar as vias e a redução do tempo de viagem seriam as faixas exclusivas para os coletivos.

De 2012 até este ano, a demanda de passageiros da Transcal caiu 18%, o que representa oito mil passageiros ao dia. Há seis anos, 45 mil usuários por dia utilizavam o transporte da empresa para se locomover da Região Metropolitana para a Capital, hoje, são 37 mil passageiros diários. Com a redução, a empresa informa que os horários e as ofertas dos ônibus foram adequados conforme a demanda.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros