Abono 2016 tem R$ 66,95 milhões disponíveis no Rio Grande do Sul - Notícias

Versão mobile

 

PIS/Pasep25/10/2018 | 16h27Atualizada em 25/10/2018 | 16h27

Abono 2016 tem R$ 66,95 milhões disponíveis no Rio Grande do Sul

No total, há R$ 1,36 bilhão para 1,85 milhão de trabalhadores brasileiros; beneficiários podem sacar o dinheiro até 28 de dezembro

Abono 2016 tem R$ 66,95 milhões disponíveis no Rio Grande do Sul Genaro Joner/Agencia RBS
Cada trabalhador tem direito ao valor, dependendo do tempo que ele trabalhou formalmente em 2016 Foto: Genaro Joner / Agencia RBS

O abono salarial ano-base 2016 ainda tem disponível R$ 1,36 bilhão para 1,85 milhão de trabalhadores brasileiros — o que corresponde a 7,56% do total de pessoas com direito ao recurso. No Rio Grande do Sul, há R$ 66,95 milhões disponíveis para 92.643 gaúchos. Os beneficiários podem sacar o dinheiro em uma agência bancária até 28 de dezembro. Inicialmente, este prazo era 29 de julho, mas foi prorrogado após resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

Leia mais
Trabalhadores nascidos em outubro já podem sacar o PIS/Pasep nesta quinta-feira
Nova fase de pagamento do abono salarial começa nesta terça-feira
PIS/Pasep: entenda a diferença entre abono salarial e saque de cotas dos fundos

Tem direito ao abono salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos, e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Cada trabalhador tem direito ao valor, dependendo do tempo que ele trabalhou formalmente em 2016. Por exemplo, quem esteve empregado o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (R$ 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é de 1/12 de um salário, e assim sucessivamente.

Trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal, a consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726-02-07. Já os servidores públicos devem se dirigir ao Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729-00-01.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros