Magali Moraes dá as boas vindas a Cris Silva, colega de contracapa - Notícias

Versão mobile

 

Coluna da Maga12/10/2018 | 10h00Atualizada em 12/10/2018 | 10h00

Magali Moraes dá as boas vindas a Cris Silva, colega de contracapa

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes dá as boas vindas a Cris Silva, colega de contracapa Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Essa semana, meus vizinhos de contracapa mudaram. É como se eu tivesse visto as caixas de mudança espalhadas pelo corredor, sem conseguir me apresentar. Agora sextou com a tua chegada, Cris! Olha que coincidência: no dia em que eu soube da tua vinda, a gente se encontrou pela primeira vez. Faltou tempo pra conversar. Foi tipo um papo de elevador. Mas, a partir de agora, vou acompanhar de perto a tua vida. E tu, a minha. Pode me chamar se faltar açúcar ou ideia. 

Fiquei pensando em algo que nos aproxima: somos mães de meninos. Se os meus ainda fossem pequenos como o Teteu, a gente poderia combinar de se encontrar na pracinha. Que nada! Foi-se a época. Posso te contar como é beijar bochechas barbudas de lenhador. Achar pelos por toda parte no chão. Dar dicas valiosas pra ser uma sogra legal (a gente pisca, e o tempo voa). Falando nisso, exagera nas fotos com o Matheus. Antes que ele escape das selfies e reclame se tu postar.

Leia mais colunas da Maga  

Salto

Cris, me sinto a tua vizinha do andar de cima. Fica tranquila que eu raramente uso salto. Se tu ouvires passos na madrugada, pode ser um dos guris voltando da noite. Ou eu levantando pra ver se eles estão cobertos quando esfria. Faço isso até hoje, acredita? Mas só quando as gurias não dormem aqui. Algo me diz que temos muito em comum. A correria pra conciliar família, casa, amigas e trabalho. A pressão pra ter o corpo do verão e já ser metade de outubro. Podemos trocar dicas de livros, filmes, restaurantes e makes.

Num futuro próximo, te conto do #projetoromance. Ou como voltar a ser um casal, e não apenas pai e mãe (o Ricardo e o Paulo vão gostar dessa conversa). Sabe o que me deixa empolgada com a tua vinda, Cris? Representatividade. Agora somos duas mulheres na contracapa. Cada uma com a sua história de vida, erros e aprendizados. As leitoras vão gostar de ter inspiração em dobro. Os leitores também, aposto. O DG tem o poder de unir as pessoas. Seja bem-vinda, vizinha!   


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros