Magali Moraes e a diferença entre bolsas e bolsos - Notícias

Versão mobile

 

Coluna da Maga16/10/2018 | 11h55Atualizada em 16/10/2018 | 11h55

Magali Moraes e a diferença entre bolsas e bolsos

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e a diferença entre bolsas e bolsos Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Meu sonho é usar bolsa magrinha. Levar o mínimo necessário, sabe? Chave, documento, dinheiro e batom. Tudo no singular. O problema é que meu chaveiro parece um chocalho, de tão grande e barulhento. Também carrego sempre a chave da casa da mãe. Documentos são vários (a maioria, desnecessários). Dinheiro? Queria apenas um cartão de crédito. Mas adoro juntar moedas pra comprar o DG. Já ia esquecendo da nécessaire com maquiagens. Alerta de peso extra! Ah se fosse só um batom.

Impossível a minha bolsa emagrecer se leva creme pra mãos, fio dental, escova e pasta de dentes, lenços de papel, carregador de celular (e o próprio), fones de ouvido, caneta, óculos de sol e de grau. A lixa de unha é bem levinha. Tylenol quase não pesa. A latinha de Mentos, sim. E faz barulho. Pra falar a verdade, acho que a bolsa engorda de tantos bilhetinhos e listas que eu jogo lá dentro. É o peso das responsabilidades e de tudo o que procrastino pra fazer.

Leia mais colunas da Maga  

Discretos

Agora vamos analisar o comportamento masculino. Bolso de homem é quase pior que bolsa de mulher. Eles acham que estão sendo discretos, que ninguém percebe a quantidade de coisas que colocam nos bolsos. Pois sim! Celular? Fica aquele retângulo 3D marcando o coitado do tecido. Chaves? Eles enfiam o chaveiro inteiro! Parece uma hérnia saltada. Sem falar da carteira, que também faz um baita volume. E as moedas soltas, que lotam os bolsos e acabam na lava-roupas?! 

Por mais tumultuada que seja uma bolsa de mulher, temos tudo reunido. A gente pode até demorar pra achar o que precisa, mas isso é outra conversa. Tudo que os homens espalham nos bolsos das suas calças e camisas vai parar onde? Em cima da mesa, estante, balcão, sofá, painel do carro. Qualquer superfície plana é um convite pra desovar celular, carteira, chaves, moedas e papéis. Beijo pros homens que usam bolsas, pastas e mochilas (acredite, a pochete voltou a ser moda). Bolsos magrinhos, quem diria!    


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros