Manoel Soares e as consequências do voto - Notícias

Versão mobile

 

Papo Reto27/10/2018 | 07h00Atualizada em 27/10/2018 | 07h00

Manoel Soares e as consequências do voto

Colunista diz que a decisão mais nobre seria cada um votar pensando em como ajudar o vizinho

Manoel Soares e as consequências do voto Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Dois homens correm descalços em uma selva quando, de repente, aparece um leão feroz. Os dois começam a correr como loucos e, quando o felino mais veloz quase os alcança, um deles para e decide colocar o sapato. Sem entender nada, o outro diz: 

– Por que está colocando o sapato? Acha que vai correr mais do que o leão?

 Leia mais colunas de Manoel Soares 

O amigo, já com o sapato, responde:

– Não preciso correr mais do que o leão, preciso correr mais do que você.

É nesse clima que, no domingo, algumas pessoas vão às urnas. Correndo com medo da violência, da corrupção e da criminalidade, alguns ignoram as consequências dos números que vão digitar. Independentemente se for 15, 13, 17 ou 45, haverá consequências.

Solidariedade

Olhar para o próprio umbigo é o maior erro. A decisão mais nobre seria cada um votar pensando em como o voto pode ajudar o vizinho. Sei que a parada virou meio que Gre-Nal e tem gente esperando ganhar no domingo. Mas a luta não é de quem ganha, mas sim como fazer as pessoas perderem menos. 

Quando deixamos nosso colega ser devorado por uma decisão política, abrimos precedente para que o próximo a estar na boca do leão faminto sejamos nós. Ao invés de deixar o colega virar lanche de leão, o amigo poderia ter criando uma estratégia para que ambos sobrevivessem. Espero que, neste domingo, sejamos guiados pela solidariedade. Bom dia de votação.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros