Saiba como identificar notícias falsas nas redes sociais - Notícias

Versão mobile

 

Tutorial01/10/2018 | 11h18Atualizada em 01/10/2018 | 11h18

Saiba como identificar notícias falsas nas redes sociais

As fake news tomam conta das redes, é preciso saber se proteger para evitar enganos e a reprodução de mentiras

Nos últimos anos, uma prática péssima vem crescendo: as fake news. São notícias falsas reproduzidas das mais diversas formas, seja pelo Whatsapp, pelo Facebook, pelo Twitter ou por vídeos. É um problema sério, já admitido pela Justiça Eleitoral como o grande desafio das eleições de outubro. 

 Leia outras colunas da seção Tutorial  

1. Recebeu notícia pelo Whats? Joga no Google!

Mensagem falsa causa receio em famílias desde 2007Foto: Reprodução / WhatsApp

Recebeu notícia pelo Whats? Joga no Google! Copie parte da mensagem ou notícia que você recebeu e cole na busca do Google. Se a informação foi publicada por algum veículo de comunicação conhecido ou por um jornalista com credibilidade, sempre estará identificada e publicada em sites de veículos reais. Se for mentira, você também vai verificar nos primeiros links do buscador que se tratam de boatos.  

Uma fake news que vem sendo reproduzida na internet desde 2007 é a de uma suposta nova droga chamada “ Strawberry Quick” ( em português, “ morango rápido”), que estaria circulando nas escolas ( veja acima). Uma rápida busca pelas palavras “ morango rápido droga” na internet já serve para verificar se tratar de uma mentira. 

2. Veja se a notícia tem assinatura

O nome do jornalista que escreveu a matéria ou do jornal onde foi publicado é essencialFoto: Reprodução / Agencia RBS

Veja se a notícia tem assinatura Se não há assinatura do repórter que fez a matéria, se não há um e-mail para contato ou o nome do veículo de jornalismo onde foi publicado, a chance de ser uma notícia falsa é grande. 

3. Procure se o autor é uma pessoa real

Suposta "jornalista" era na, verdade, um perfil falso para reprodução de fake newsFoto: Reprodução / Facebook

Em 2017, ficou famoso o fato de uma “ colunista” ter sido criada para espalhar fake news. O perfil atribuído à jornalista fictícia Marcela Ross (acima) escrevia textos para os sites Notícias Brasil Online e Painel Econômico.  Até página “ oficial” e foto, ela tinha. Se está em dúvida, pesquise o nome da pessoa, veja se há outras fotos dela no Google Imagens. 

4. Leia a matéria completa Não se baseie só no título, verifique o texto até o final. 

Existem sites que permitem criar manchetes de notícias falsas com aparência de sites de jornalismo de verdade. No Facebook, eles podem aparecer exatamente como uma notícia real, com manchete, foto e o endereço do site.

É muito fácil criar uma manchete com aparência de uma notícia realFoto: Reprodução / Facebook

5. Atenção para o texto  

Se o texto da suposta notícia está cheio de erros de português, se há palavras todas em letras maiúsculas ou expressões como "você precisa ver", "você não vai acreditar", "político tal humilha político tal", fique com o pé atrás. Esse tipo de linguagem não é jornalística e é feita para caçar cliques _ tendo grande chance de ser mentira _  podendo, até, expor o usuário a sites maliciosos com anúncios cheios de vírus, que vão danificar seu computador.

Verifique também se existem fontes oficiais no texto, se ele cita números de levantamentos de institutos de pesquisa, dados policiais, estatísticas de pesquisas, dos governos estadual ou federal. Atente: existem fontes renomadas nas universidades ou de instituições privadas com credibilidade falando na notícia, com nome e sobrenome? 

Se o texto todo for construído a partir de suposições e de teorias pessoais sem comprovação, certamente se trata de uma notícia falsa.

6. Cuidado com montagens

Foto: Reprodução / Facebook

É necessário verificar se existem imagens similares à que você recebeu em outros sites conhecidos, portais conhecidos, com confiabilidade. Vivemos uma era em que aquela famosa frase "uma imagem vale por mil palavras" não corresponde mais à verdade. Qualquer coisa pode ser editada, retirada do contexto e modificada com computadores.

Em 2017, uma montagem reproduzida nas redes sociais atribuía supostas frases à apresentadora Fátima Bernardes junto a uma imagem dela sorrindo para a foto de dois menores se beijando. No entanto, se tratava de uma fake news.

Produção: Ásafe Bueno

 Leia outras colunas da seção Tutorial  


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros