Enem 2018: veja os motivos que podem zerar a redação - Notícias

Versão mobile

 

Reta final01/11/2018 | 16h20

Enem 2018: veja os motivos que podem zerar a redação

Prova de redação ocorre neste domingo (4). Confira também as cinco competências cobradas para atingir nota mil com o texto

Enem 2018: veja os motivos que podem zerar a redação Jean Pimentel/Agencia RBS
A pontuação da redação é a maior do Enem Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 está chegando. Neste domingo (4), serão aplicadas as provas de Redação, Linguagens e Ciências Humanas. Quem almeja alcançar nota mil na redação deve ficar atento aos fatores que podem zerar a nota, a fim de evitá-los. Vale lembrar que a pontuação da redação é a maior do exame e quem tira zero nesta etapa fica fora de processos seletivos como Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa Universidade para Todos (Prouni)

Leia mais
Enem 2018: confira mais de 20 dicas para se dar bem nas provas
Enem 2018: veja 10 dicas para fazer uma redação nota mil
Enem 2018: confira dicas para arrasar na Redação

Na Cartilha de Redação deste ano, divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em que é explicado como funciona a correção na redação, foram apresentadas três mudanças nos motivos para um candidato ficar com nota zero na prova. São elas:

1. Retirada do item "desrespeito aos direitos humanos". Neste ano, permanece uma mudança adotada no ano passado, após decisão judicial: o candidato que desrespeitar os direitos humanos no seu texto perderá 200 pontos, mas não poderá ter a nota zerada, como ocorria até então.  

2. No item "impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação", também houve mudanças. De acordo com o Inep, agora, números ou sinais gráficos fora do texto também resultam em nota zero. 

3. Maior rigidez na regra que proibia texto em língua estrangeira. Será anulada a prova do candidato que tenha "texto predominantemente em língua estrangeira". 

Confira o que evitar para não zerar a redação: 


Número de linhas
Escrever menos de sete linhas torna o texto insuficiente. O mesmo vale para folha de redação deixada em branco, mesmo que haja escrito na folha de rascunho.

Fugir do tema
Desviar do assunto proposto para a redação ou escrever um texto que não possua a estrutura dissertativo-argumentativa será considerado "fuga ao tema/não atendimento à estrutura dissertativo-argumentativa".

Cópia do texto motivador
Não copie os textos motivadores, que são aqueles que acompanham o tema da redação. As informações apresentadas nesses textos podem ser usadas na redação, desde que não haja trechos copiados.

Parte desconectada
Não escreva impropérios nem trechos claramente desconectados do assunto. Receberá zero a redação que apresentar "parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto". 

Assinatura
Será anulada a redação que tiver assinatura ou rubrica fora do local designado para isto.

Língua estrangeira
O texto escrito predominantemente em língua estrangeira terá nota zero. 

Redação nota mil


Agora, confira as cinco competências avaliadas para escrever uma redação nota mil. Lembre-se: cada uma vale no máximo 200 pontos.

1) Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

2) Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

3) Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

4) Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

5) Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Te liga no horário de verão

À meia-noite de sábado (3) para domingo (4), os relógios devem ser adiantados em uma hora. Se você tem smartphone com o sistema operacional Android, faça o processo manualmente, antes da virada, conforme as dicas abaixo do Google:

  1. Entre no menu "Configurações" e procure o item chamado "Sistema", escolha "Data e Hora" ou algo similar – em alguns aparelhos, talvez não seja necessário passar pelo menu "Sistema".
  2. Desative as opções "Data e hora automáticas" e "Fuso horário automático".
  3. Depois desses passos, adicione 1 hora em seu horário local e tudo estará pronto para ativar os despertadores.
  4. Na manhã seguinte, deve-se desfazer essas configurações ativando as opções "Data e hora automáticas" e "Fuso horário automático", além de reiniciar o aparelho.

A Apple garante que usuários do sistema iOS podem confiar no ajuste automático.


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros