Magali Moraes e a janela que renasceu espelho - Notícias

Vers?o mobile

 

Coluna da Maga11/11/2018 | 12h32Atualizada em 11/11/2018 | 12h32

Magali Moraes e a janela que renasceu espelho

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e a janela que renasceu espelho Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Tá na moda fazer novela com temática espírita, onde as pessoas vivem segundas vidas e voltam no tempo. A narrativa é interessante até pra quem não acompanha os capítulos. Tanto que livros com histórias de espiritismo vendem bem. Independente da religião, esse tema desperta curiosidade. Não só com o que acontece após a morte, mas os reencontros na vida. Como quando a gente conhece alguém e surge uma afinidade que parece vir de algum lugar inexplicável. 

Me dei conta que vidas passadas também existem na decoração. Sabe a moda de usar madeira de demolição pra fazer móveis? Esse tipo de madeira traz do passado marcas de uso, desgastes e pequenos defeitos. O que ela já viveu é o charme da coisa. Nesse fíndi, eu estava numa vidraçaria e me encantei por uma janela transformada em espelho. Nos seis quadradinhos onde antes havia vidro, colocaram seis pedaços de espelho. E a tinta da madeira foi manchada de branco. 

Leia mais colunas da Maga

Espelho da Vida

Depois que penduramos a novidade, me encantei ainda mais. Lembrei da novela que tá no ar, Espelho da Vida. É o que penso cada vez que olho pra janela-espelho. Nas suas outras vidas. No seu passado. Ela foi janela na casa de quem? Crianças espiavam a rua lá fora? Construíram a casa quando a família cresceu? Era janela da sala ou quarto? A chuva batia forte nos vidros? Depois venderam e demoliram pra fazer edifício? Ou o vidraceiro achou a esquadria num depósito. Ela nem teve casa e família.

Você deve estar pensando por que alguém compraria um espelho onde não dá pra se ver totalmente. A visão interrompida por ripas de madeira. Mas no espelho da vida, nem sempre a gente vê por inteiro. Precisa juntar as partes pra compreender o todo. A parede onde colocamos o espelho andava sem vida. Era passagem. Agora é janela. Tem vista pro futuro. Abre a imaginação. Por seus espelhos, entra luz de um sol imaginário. Dá pra ver as estrelas. Me enxergo dividida e por completo. Vejo além.       


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros