Manoel Soares explica o motivo das lágrimas de Marco Aurelio - Notícias

Versão mobile

 

Papo Reto10/11/2018 | 08h00Atualizada em 10/11/2018 | 08h00

Manoel Soares explica o motivo das lágrimas de Marco Aurelio

Colunista costumava ver a filha do flanelinha estudando sentada em um balde

Manoel Soares explica o motivo das lágrimas de Marco Aurelio Manoel Soares/Arquivo pessoal
Marco trabalha perto do Palácio da Justiça Foto: Manoel Soares / Arquivo pessoal

Gente, esse da foto é o Marco Aurelio. Ele é flanelinha próximo ao Palácio da Justiça, no centro de Porto Alegre. Nesta sexta-feira, quando bati esta foto, ele estava com os olhos cheios d'água. Veio me contar que a filha dele tem lhe feito chorar com frequência, ela que sempre foi uma menina dedicada e estudiosa. 

Para vocês terem uma ideia, muitas vezes eu passei por ali e o balde onde ele levava água para lavar os carros servia de banco enquanto ela estudava. O pai, mesmo na condição de flanelinha, sempre fez questão de dizer à filha que ela deveria ir além de onde ele foi. A verdade é que nem sempre os filhos seguem o conselho dos pais, você que está lendo e tem filhos sabe disso. 

Flor de esperança

Mas, voltando às lágrimas de Marco Aurelio, ele me contou que um de seus momentos de emoção foi quando não estava com roupas apropriadas para ir na UFRGS acompanhar a filha. É que a menina que estudava sentada no balde passou no curso de Biblioteconomia. 

Ela é a primeira das famílias do pai e da mãe a entrar em uma universidade. Ouviu os conselhos dos pais e teve perseverança. Laura é uma flor de esperança nesse mundo que, às vezes, é deserto. Quando passar pelo trabalho do Marco, dê a ele os parabéns.

Leia outras colunas de Manoel Soares


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros