Buraco em bairro de Alvorada dificulta trânsito de motoristas e pedestres  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Uma cratera de respeito15/12/2018 | 07h00Atualizada em 20/01/2019 | 05h11

Buraco em bairro de Alvorada dificulta trânsito de motoristas e pedestres 

Via na entrada do bairro Umbu II está com o asfalto em péssimo estado, com buracos que dificultam o tráfego de motoristas e até de pedestres

Buraco em bairro de Alvorada dificulta trânsito de motoristas e pedestres  Fernando Gomes / Agência RBS/Agência RBS
Tráfego de veículos pesados fez asfalto ceder, conforme a prefeitura Foto: Fernando Gomes / Agência RBS / Agência RBS

As ruas do bairro Umbu, em Alvorada, não são um bom exemplo de pavimentação conservada — assim como outras vias do município, que enfrentam problemas há tempo, conforme admite a própria prefeitura. Além do grande número de buracos, a presença de asfalto nas pistas é quase nula. 

Leia mais
Em Alvorada, obra parada incomoda na Praça Central
Lagoa do Cocão, em Alvorada, passa por revitalização
Ministério Público exige contrapartida para que shopping de Alvorada seja concluído

Entretanto, foi uma cratera aberta em uma via asfaltada que despertou a revolta dos moradores do condomínio Umbu II. O conjunto habitacional foi inaugurado há cerca de um ano e fica bem próximo do bairro homônimo, mais antigo. 

Na Rua Edison de Oliveira, que dá acesso à comunidade, a pista parece ter sido bombardeada, desfigurando o asfalto e dificultando a passagem de carros, ônibus e até de pedestres. A sensação que fica, pela forma que o asfalto tomou, é de que o material não suportou o peso dos veículos que passam por ali e cedeu. O problema na via existe há mais de meio ano, segundo relatos dos moradores, e já ganhou a internet, em páginas de redes sociais que reúnem moradores. 

Indignação

Na tentativa de amenizar o desafio que é transitar por aquele setor da via, alguns residentes colocam caliças e terra no buraco, mas é perceptível que a ação não é suficiente, pois as crateras logo reabrem. Morador do bairro, o comerciário José Juarez Maidana Filho, 47 anos, demonstra incomodação com o problema na principal entrada do Umbu II. 

— O descaso com essa rua é uma vergonha, chega a ser uma falta de respeito com os moradores. Até já pensei em reunir uns vizinhos e arrumarmos por conta própria, jogando concreto ali. Porém, é uma responsabilidade da prefeitura, eles que fizeram esse asfalto ruim — critica José. 

Douglas passa diariamente pelo localFoto: Fernando Gomes / Agência RBS

Quem trafega pela via relata a dificuldade que os buracos geram na hora de sair de casa. O vendedor Douglas Benedetto, 27 anos, mudou-se há pouco para o bairro, mas passa trabalho ao transitar pela Rua Edison de Oliveira diariamente.

— A gente vê que não é algo recente. A situação já se estende há algum tempo, mas não aparece ninguém da prefeitura para fazer um conserto, nem que seja só um paliativo — conta o vendedor. 

Mãe de Douglas, a dona de casa Miriam Benedetto, 53 anos, conta ainda que o ônibus que passa pelo bairro também é prejudicado pelo problema no asfalto.

— O motorista tem que fazer um malabarismo para passar por esses buracos. Acaba até gerando atrasos — explica Miriam. 

Prefeitura diz que conserto está na programação

Moradores colocaram caliças nos buracosFoto: Fernando Gomes / Agência RBS

Por meio de nota, a prefeitura de Alvorada admitiu que "tem conhecimento dos problemas que as vias da cidade atravessam e está fazendo o possível para enfrentá-los com os escassos recursos existentes". 

Conforme a administração, o problema na entrada do Umbu II se deu "pela passagem de veículos de cargas pesadas pela via". Isso porque "aquele trajeto seria apenas para veículos leves e de passeio". De acordo com o comunicado, a prefeitura estaria estudando uma fiscalização maior na região para amenizar o problema.

Quanto ao conserto do local, a Secretaria de Obras e Viação informou que está realizando reparos em diversos pontos da cidade e o ponto referido já está no cronograma de execução. O prazo para os reparos serem realizados é de até 15 dias.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros