Magali Moraes: mais histórias, mais participação dos leitores - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga13/12/2018 | 10h45Atualizada em 13/12/2018 | 10h45

Magali Moraes: mais histórias, mais participação dos leitores

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: mais histórias, mais participação dos leitores Miguel Neves/Divulgação
Foto: Miguel Neves / Divulgação

Não tem pra ninguém! O Bom Velhinho é o personagem preferido das histórias enviadas. Pode Papai Noel beeem baixinho? Claro que sim! A Eliete Lima bancou a Noel quando trabalhava no Colégio João XXIII em POA e lembra até hoje. Principalmente dos cochichos que ouviu: "Que baixinho ele é!!" Do alto dos seus 1,59cm, garanto que ela encantou a criançada. Outro que fez bonito na pele do Noel foi o Paulo Paixão. Por ter uma barriga volumosa e a fantasia, virou Noel dois anos seguidos.

Agora imagina o Bom Velhinho perseguindo bandidos (que bela capa do DG daria!). O Paixão, como é conhecido em Esteio, é policial aposentado e trabalha à noite como chefe de segurança. Por estar sempre armado e botar a malandragem pra correr, ele surpreendeu seus colegas quando se transformou num Papai Noel todo fofo e derretido com as crianças. Deu colo, pirulitos e presentes. Até na hora em que a piazada apertava sua barriga (pra ver se era de verdade), ele seguia sorrindo. 

Leia mais colunas da Maga

Mudar atitudes

A gente se diverte com esses causos, mas o Natal também faz pensar e mudar atitudes. O João Laranjeira, de São Leopoldo, contou que o Natal de 1979 foi inesquecível. Ele parou de fumar naquele final de ano. Desde então, nunca mais pediu cigarro pra ninguém. Na época, a família e os amigos não levaram fé porque ele fumava duas carteiras por dia. Decidiu parar e pronto. Deu pra si mesmo um presentão que nenhum Papai Noel poderia trazer. Parabéns, amigo! Teu exemplo inspira.

Que vontade de contar mais histórias como a do João! Você já decidiu algo importante no Natal ou Ano Novo? Como mudar de cidade ou voltar a estudar? Engravidar e formar uma família? Algum pedido de casamento em pleno HoHoHo? Um rompimento que despertou um novo jeito de encarar a vida? Os aniversariantes de dezembro devem ter histórias bonitas pra dividir com a gente. Manda que eu conto aqui. Se arrepiou e fez bater forte o coração, com certeza vai emocionar todos nós.       


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros