Bancos atualizam sistema e já pagam abono salarial de R$ 998 - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Benefício04/01/2019 | 18h43Atualizada em 04/01/2019 | 18h43

Bancos atualizam sistema e já pagam abono salarial de R$ 998

O abono salarial tem valor proporcional ao número de meses trabalhados no ano-base 2017

Bancos atualizam sistema e já pagam abono salarial de R$ 998 Sine/Divulgação
Correntistas dos bancos já tiveram os valores do último lote do abono depositados nas contas Foto: Sine / Divulgação

O novo salário mínimo, fixado em R$ 998, já faz diferença no pagamento do abono salarial PIS/Pasep ano-base 2017, devido a trabalhadores com carteira assinada por, pelo menos, 30 dias naquele ano. Tanto Caixa Federal (PIS) quanto Banco do Brasil (Pasep) atualizaram seus sistemas e pagam os valores já corrigidos, de acordo com o salário mínimo de R$ 998.

Correntistas dos bancos já tiveram os valores do último lote do abono depositados nas contas em novembro e dezembro. Mas os demais beneficiários precisam sacar em agências. Quem deixou para fazer isso depois do decreto que aumentou o mínimo sacará valor maior – até R$ 44 a mais. O próximo lote do abono será liberado dia 17 para trabalhadores do setor privado nascidos em janeiro/fevereiro e para servidores públicos com final de inscrição 5.

Leia mais
Confira o calendário de pagamento do Bolsa Família em 2019
IPVA 2019: quase um milhão de motoristas pagaram com desconto máximo no RS
Aposentadoria tem novo cálculo; confira como fica a partir de agora

O abono tem valor proporcional ao número de meses trabalhados no ano-base em questão (2017). Quem desempenhou atividade formal e ganhou até dois mínimos por um mês receberá R$ 84 de abono. Quem manteve o vínculo empregatício por 12 meses terá direito ao saque total de R$ 998. 

Além do tempo de serviço, para ter direito ao abono, o trabalhador deve estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). O abono não retirado até 28 de junho pelo trabalhador volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Dessa forma, quem não respeita o cronograma perde o direito de resgatar o dinheiro .

A tabela de pagamentos 

1 mês de trabalho - R$ 84
2 meses de trabalho - R$ 167
3 meses de trabalho - R$ 250
4 meses de trabalho - R$ 333
5 meses de trabalho - R$ 416
6 meses de trabalho - R$ 499
7 meses de trabalho - R$ 583
8 meses de trabalho - R$ 666
9 meses de trabalho - R$ 749
10 meses de trabalho - R$ 832
11 meses de trabalho - R$ 915
12 meses de trabalho - R$ 998

Consulta dos valores

Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal. Para saber se tem algo a receber, a consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou no telefone 0800-726-0207.

Para os funcionários públicos vinculados ao Pasep, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet e pelo telefone 0800-729-0001.

Onde sacar?

– Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa Econômica Federal. Para os funcionários públicos, associados ao Pasep, a referência é o Banco do Brasil.
– O pagamento ficará disponível até 28 de junho de 2019. Correntista da Caixa Federal e do Banco do Brasil devem ficar atento às suas contas, pois o benefício deve ser creditado em conta.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros