Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo - Notícias

Vers?o mobile

 

Acidente no Rodoanel11/02/2019 | 16h20Atualizada em 11/02/2019 | 16h20

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo

Corpos das vítimas foram carbonizados após a aeronave pegar fogo

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo Band/Divulgação
Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ Foto: Band / Divulgação
GaúchaZH
GaúchaZH

Duas pessoas, entre elas o jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, morreram após um helicóptero cair em trecho do Rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera, na zona oeste de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (11). Os corpos das vítimas foram carbonizados após a aeronave pegar fogo. Conforme o apresentador José Luiz Datena, Boechat retornava a São Paulo após palestra em Campinas. Na manhã desta segunda, Boechat falou em seu programa matinal no rádio sobre a sucessão de tragédias no país, como Brumadinho, e no ninho do Urubu, no Rio de Janeiro.

O acidente aconteceu na altura do km 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco, próximo a uma praça de pedágio. Um caminhão com placas de Caxias do Sul, na Serra, foi atingido pela aeronave, ferindo o motorista João Tomankeves, 48 anos. A aeronave era um Bell Helicopter, fabricado em 1975, tinha capacidade para cinco pessoas, sendo um piloto e quatro passageiros. 

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais O Globo, O Dia, O Estado de S.Paulo e Jornal do Brasil e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo. Ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro. 

No twitter, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) prestou solidariedade às famílias do jornalista e do piloto.

Bolsonaro também se pronunciou por nota:

"A Presidência da República expressa seu pesar e condolências em razão do falecimento do jornalista Ricardo Boechat, vitimado em um acidente aéreo, neste dia. O País perde um dos principais profissionais da imprensa brasileira. Sentiremos a falta de seu destacado trabalho na informação da população, tendo exercido sua atividade por mais de quatro décadas com dedicação e zelo." 

Veja outras manifestações:

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan (PSDB), desejou força e paz aos familiares:  

Davi Alcolumbre, presidente do Senado, manifestou "apoio fraterno aos parentes e amigos" de Boechat e dos demais ocupantes do helicóptero:  

O humorista Fabio Porchat também lamentou o acidente:

Carlos Bolsonaro, vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente, referiu-se a Boechat como jornalista "capaz de conquistar o respeito tanto dos que convergiam quanto dos que divergiam de suas ideias e opiniões":

 O humorista Marcelo Adnet desejou "muita força e paz à família:

A deputada federal Maria do Rosário disse que a voz de Boechat "era uma das marcas da comunicação brasileira": 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros