Projeto promove inclusão na orla de Cidreira - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Verão para todos09/02/2019 | 18h10Atualizada em 09/02/2019 | 18h19

Projeto promove inclusão na orla de Cidreira

ONG Caminhadores RS oferece equipamentos especiais que possibilitam mobilidade na areia e assistência dentro da água

Projeto promove inclusão na orla de Cidreira Jefferson Botega/Agencia RBS
Leonardo Ferreira de Salles pode realizar o desejo de molhar o corpo inteiro com o auxílio de uma cadeira anfíbia Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Ao lado de familiares, Leonardo Ferreira de Salles, 24 anos, aproximou-se do mar, em Cidreira, no Litoral Norte, na manhã deste sábado (9), e abriu um sorriso. Era a oportunidade que faltava para curtir as marolas da praia. Ele realizou o desejo de molhar o corpo inteiro, com o auxílio de uma cadeira anfíbia fornecida pelo projeto Praia Acessível para todos Cidreira 2019, organizado pela ONG Caminhadores RS, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação de Cidreira.

Este é o segundo ano seguido que a iniciativa ocorre na cidade durante um final de semana do Verão. São disponibilizadas gratuitamente para deficientes e pessoas com mobilidade reduzida 20 cadeiras anfíbias e andadores para crianças. A inscrição é feita na hora.

Foi o que fez Leonardo, veranista de Cidreira e que foi surpreendido pela ação. Com distrofia muscular de Becker desde o nascimento, ele, que mora em Porto Alegre, quase nunca consegue aproveitar a praia por completo. O mais próximo que chega da água é sobre uma cadeira de alumínio para molhar os pés. No sábado, com a ajuda de um voluntário, Leonardo tomou até um caldo e saiu gargalhando. 

-  É um momento único. Não é sempre que a gente tem esta experiência de entrar na água. Quero aproveitar muito estes dois dias - comentou o jovem.

Ao lado do filho, a dona de casa Sandra Regina Ferreira, 53 anos, comprovou a alegria de Leonardo. 

- Ele costuma participar pelo Sesc, que disponibiliza uma cadeira por pessoa durante 20 minutos. Desta vez, ele pode ficar muito mais tempo na água. Isso não tem preço! - afirmou. 

 CIDREIRA, RS, BRASIL. 09/02/2019. Projeto Praia Acessível para todos Cidreira 2019, organizado pela ONG Caminhadores, com cadeiras anfíbias e andadores para crianças, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação. (Foto: Jefferson Botega/Agencia RBS)Indexador: Jefferson Botega
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Além das cadeiras, a ONG também montou uma quadra de vôlei na areia inclusivo e um espaço para jogos de bocha. Presidente da entidade, Rotechild Prestes, explica que a organização, fundada em 2003, percorre as praias do litoral gaúcho desde 2011. 

- É uma honra receber as pessoas que durante o ano ficam aguardando por este momento. Também tenho deficiência e sei como são as dificuldades - explicou o presidente

Idealizadora da ação, a professora de inglês Andrea Dahmer, 47 anos, moradora de Cidreira, há sete anos, conta que ter os equipamentos disponíveis na praia por dois dias é uma oportunidade única. 

 CIDREIRA, RS, BRASIL. 09/02/2019. Projeto Praia Acessível para todos Cidreira 2019, organizado pela ONG Caminhadores, com cadeiras anfíbias e andadores para crianças, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação. Na foto, Andrea Dahmer, idealizadora do evento, rumo ao mar. (Foto: Jefferson Botega/Agencia RBS)Indexador: Jefferson Botega
Andrea Dahmer (sendo levada ao mar), idealizadora do evento, também aproveitou a praiaFoto: Jefferson Botega / Agencia RBS

- Este gesto da Caminhadores RS faz muita diferença, principalmente para aqueles deficientes que não saem dos seus lares. Morar no litoral e não entrar no mar é muito triste para nós - ressaltou, emocionada.

Vítima de um acidente de motocicleta, que lhe tirou o movimento das pernas, Andrea também esperava pela entidade para aproveitar o dia ensolarado e de mar com águas claras. Conhecida na cidade por lutar pela acessibilidade em Cidreira, ela destaca que o Praia Acessível é uma forma de inclusão. 

- Eu sempre amei o mar, mas é muito complicado depender de ajuda. Então, eventos como este são únicos para quem tem alguma deficiência. Não tem como explicar a sensação de estar dentro do mar. Esta ação promove a saúde e a qualidade de vida - resumiu, Andrea. 

Saiba mais

  • A ação ocorre neste sábado (9), das 9h até 12h e das 15 às 18h, e no domingo (10), das 9 às 13h.
  • O quiosque da iniciativa está no início do calçadão Kanitã, em Cidreira, atrás da tenda do Sesc.
 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros