Imposto de Renda 2019: saiba como corrigir a declaração enviada com erros - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Olho no Fisco18/03/2019 | 09h15Atualizada em 18/03/2019 | 09h15

Imposto de Renda 2019: saiba como corrigir a declaração enviada com erros

Identificado o problema, o contribuinte pode fazer a retificação antes de cair na malha fina. Por isso, antecedência é a palavra-chave

Imposto de Renda 2019: saiba como corrigir a declaração enviada com erros Roberto Scola/Agencia RBS
Pequenos erros podem levar à malha fica, corrigir o quanto antes é o mais indicado Foto: Roberto Scola / Agencia RBS

Quem fizer a declaração do Imposto de Renda 2019 com antecedência —  o prazo para  prestar contas ao Leão termina dia 30 de abril — tem a vantagem de poder corrigir dados equivocados o quanto antes. Mesmo detalhes levam à malha fina da Receita Federal e a multas podem chegar a 20% do imposto devido. Para o diretor executivo da Confirp Contabilidade, Richard Domingos, com antecedência por parte dos contribuintes, não existe erro irremediável.

Leia mais
Imposto de Renda 2019: bancos reabrem linha de crédito para antecipar restituição
Imposto de Renda 2019: saiba como declarar valores recebidos do INSS na Justiça Federal
Imposto de Renda 2019: o que fazer se não tiver guardado os recibos médicos

— Detectados os problemas na declaração, o contribuinte pode fazer a retificação, antes mesmo de cair na malha fina, onde os erros serão corrigidos. O prazo para retificar a declaração é de cinco anos, mas é importante que o contribuinte realize o processo rapidamente — diz ele.

Quando aumenta ou diminui o imposto

Um dos cuidados necessários é entregar a declaração retificadora no mesmo modelo (completo ou simplificado) utilizado na versão original. É fundamental que o contribuinte tenha o número do recibo de entrega da declaração anterior. Segundo Domingos, o procedimento é o mesmo da declaração comum, com a diferença de que no campo Identificação do Contribuinte, deve ser informado "Declaração Retificadora".

retificadora, receita, declaração
O processo é o mesmo, mas se deve marcar o caixa "Declaração Retificadora"Foto: Reprodução / RF

O contribuinte que já estiver pagando o imposto não poderá interromper o recolhimento, mesmo com redução do valor a pagar. Nesse caso, a quantia paga a mais nas quotas vencidas pode ser compensada naquelas com vencimento futuro. Caso a retificação resulte em aumento do imposto declarado, o contribuinte deve manter na retificação o mesmo número de parcelas em que o imposto foi dividido originalmente.

Erros comuns que levam à malha fina

— Informar despesas médicas diferente dos recibos
— Informar incorretamente os dados do informe de rendimento, principalmente valores e CNPJ
— Deixar de informar rendimentos recebidos durante o ano (as vezes é comum esquecer de empresas onde houve a rescisão do contrato
— Deixar de informar os rendimentos dos dependentes
— Informar dependentes sem ter a relação (por exemplo, um filho que é dependente da mãe ser incluído também na declaração do pai)
— A empresa alterar o informe de rendimento e não comunicar o funcionário
— Deixar de informar os rendimentos de aluguel recebidos durante o ano
— Informar os rendimentos diferentes dos declarados pelas imobiliárias.

O patrão pode levar funcionário à malha fina quando:

— Deixa de informar na Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf) ou declarar com CPF incorreto
— Deixa de repassar à Receita o imposto retido do funcionário durante o ano
— Alterar o informe de rendimento na Dirf sem informar o funcionário

Leia todo o conteúdo sobre Imposto de Renda produzido por GaúchaZH 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros