Magali Moraes e o homem do sorriso fácil - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga14/03/2019 | 10h29Atualizada em 14/03/2019 | 10h29

Magali Moraes e o homem do sorriso fácil

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes e o homem do sorriso fácil Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O que seria de mim sem os personagens que dão vida às ruas? Que despertam atenção e compaixão? Sem eles, seria apenas trânsito. Com eles, eu saio do piloto automático e passeio por rostos, imagino nomes e histórias. Mas não se preocupe que fico sempre de olho nos carros ao redor, tá? Essa semana, indo pra casa almoçar, encontrei uma figura especial. Pensa num sujeito super simpático e bonachão, sorrindo de orelha a orelha. Rindo exagerado, forçado, engraçado.

"Ajude a manter essa alegria" é o que dizia no cartaz em suas mãos. Queria um dinheirinho, óbvio. A diferença é que ele sabe o poder do bom humor. Na sua humildade, oferece algo cada vez mais raro. Nos obriga a desmanchar a carranca ao dar aquele sorriso palhaço, meio Didi Mocó, inocente e malandro. Não tem como não rir junto. As moedinhas que ele ganha são couvert artístico. Acho justo pra quem pegou pra si a tarefa de espalhar alegria. Tem que ajudar a manter.

Leia mais colunas da Maga

Dentes

Desde então eu torço pra encontrar de novo o homem do sorriso fácil. Perto desse cruzamento, já sinto o riso frouxo. Meus cantos da boca envergam, os lábios querem abrir, os dentes ficam a postos pra aparecer. Uma boa risada, arrancada ou não, é preciosa. Se for num dia difícil, vale muito mais. Infelizmente, ainda não o vi. Estava chovendo esses dias. Como tudo é imitado, logo outros pedintes vão usar a mesma tática. Quero ver se os seus sorrisos vão ser tão bons quanto o dele. Precisa ter espontaneidade pra rir forçado e acertar no tom.

Enquanto o homem do sorriso fácil não é localizado pelo meu radar, eu sigo fazendo força pra rir sozinha. E se a gente der uma baita risada quando surge algum problema, em vez de espremer a testa e fechar a cara? Será que não vira o jogo? Olha só, problema, você não é tão grande assim. Tanto que estou rindo, veja bem, hahaha!! Bora aprender com o homem do sorriso fácil. Sorrir contagia. Aproveita e dá altas gargalhadas. Quero ouvir daqui!


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros