CTG Aldeia dos Anjos busca mais um prêmio internacional - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Piquetchê01/04/2019 | 06h00Atualizada em 01/04/2019 | 06h00

CTG Aldeia dos Anjos busca mais um prêmio internacional

Entidade de Gravataí participa do Festival Mundial de Folclore de Palma Mallorca, na Espanha

CTG Aldeia dos Anjos busca mais um prêmio internacional Leandro Sirtuli/Divulgação
Grupo vai concorrer com outros 14 países Foto: Leandro Sirtuli / Divulgação

Os dançarinos gaúchos participam até domingo, 7, do Festival Mundial de Folclore de Palma Mallorca, na Espanha, onde concorrem com outros 14 países ao título máximo de um dos mais renomados festivais da Europa. O CTG é reconhecido pelas participações em mais de 50 eventos internacionais. 

Leia mais
87 troféus no currículo: conheça a trajetória da gaúcha que encantou os jurados no The Voice Kids  
Crianças são show à parte nas disputas da Festa Campeira do RS
CTG forma primeira turma de dança com alunos cegos

O grupo com 35 integrantes está ensaiando desde janeiro, de duas a três vezes por semana, para o festival. Se vencer, pode trazer para casa troféu e um prêmio de 6 mil euros (mais de R$ 26 mil). A viagem foi financiada pelos participantes, que pagaram as passagens. Mas eles tiveram apoio da organização do evento nas despesas de hospedagem e alimentação. 

De acordo com o professor e diretor do grupo, Marco Aurélio Machado Ávila, 45 anos, o convite para participar da disputa ocorreu ainda em 2017, por meio da Federação Brasileira de Artes Populares (Febrarp), durante a participação na competição ocorrida na cidade de Cheonan, na Coreia do Sul. 

O festival espanhol ocorreria no ano passado, mas foi adiado em função da crise política na Catalunha. 

– Nós procuramos abrir novos horizontes. Nossa cultura é muito bem organizada, mas ficamos muito fechados em um mesmo ciclo. Não devemos ter receio de mostrar nosso folclore, colocar o olhar para fora daqui – explica Marco, sobre a importância de levar a cultura do Estado para outras localidades.

Competição

O CTG já conquistou quatro títulos internacionais, nas cidades de Zhangjiaje (China), Büyükcekmece (Turquia), Agrigento (Itália) e Cheonan (Coreia do Sul). Com participantes de 16 a 60 anos, a equipe fará três apresentações: um desfile de rua, uma apresentação menor e uma avaliativa. Segundo Ávila, este é um festival competitivo, onde não se avalia a cultura, mas a performance no palco. Para isso, o Aldeia irá mostrar o que há de melhor no tradicionalismo gaúcho. O grupo ensaiou 20 coreografias para serem apresentadas em dois blocos, de 10 e 15 minutos.

– Seremos, com certeza, a única companhia a mostrar o legítimo folclore regional, pois a maioria virá com atuações do folclore nacional – comentou. 

Pela quarta vez, o coreógrafo e dançarino Alexsandro Fernandes dos Santos, 29 anos, participará de um festival internacional. A ansiedade, segundo ele, está grande, e o nível de confiança também:

Leia mais
Seis segredos do hexa campeonato no Enart do CTG Rancho da Saudade
Festival Gaúcho de Chula evidencia criatividade e concentração de competidores infantis

– Esse é um festival mais competitivo, com companhias grandes. Mas sabemos que lá o que se avalia é a execução da dança. 

E, nisso, nós nos destacamos muito, pela força, garra e interpretação.

Histórico de prêmios e destaques

O Grupo Adulto de Danças Tradicionais do Aldeia dos Anjos é o maior participante em eventos do gênero no Estado. Desde 1977 participa de um dos maiores festivais amadores de arte e tradição da América Latina, que é o Encontro de Arte e Tradição (ENART), onde foi campeão estadual em 11 edições (1987, 1992, 1994, 1996, 1997, 2000, 2001, 2005, 2006, 2009 e 2015), além de ter sido vice-campeão em nove oportunidades. 

Homenagens

Em 2002, foi agraciado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul com o Prêmio Negrinho do Pastoreio como grupo de danças destaque. Em 2006, foi alçado a Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Rio Grande do Sul.

Quatro anos mais tarde, também pela Assembleia, recebeu os prêmios de Grupo Show e Grupo de Dança Gaúcha.Em agosto de 2014, tornou-se o primeiro grupo brasileiro a vencer uma competição internacional de danças folclóricas no 15th International Büyükçekmece Culture and Art Festival, na Turquia e, em 2016, foi a única delegação brasileira premiada no Tempio D’Oro (Templo de Ouro) e saiu vencedora do 61° Festival Internazionale del Folklore (Sagra del Mandorlo in Fiore) em Agrigento, na Itália.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros