Luciano Huck visita sede da Associação Comunitária Tia Lolô, em Viamão - Notícias

Versão mobile

 
 

Vai parar na telinha29/04/2019 | 18h39Atualizada em 29/04/2019 | 18h39

Luciano Huck visita sede da Associação Comunitária Tia Lolô, em Viamão

Trabalho social com crianças de Viamão será um dos temas do quadro Um Por Todos, Todos por Um, do Caldeirão do Huck.

Há pouco mais de um mês, Tia Lolô, conhecida por seu trabalho social em Viamão, recebeu a visita de uma mulher, interessada nas histórias da entidade que ela comanda há cerca de 25 anos, a Associação Comunitária Beneficente Tia Lolô do Ônibus. Até aí, nada anormal, já que a entidade desperta a curiosidade alheia há bastante tempo. 

O apresentador da Globo, Luciano Huck, esteve em Viamão na tarde desta segunda-feira, 29, e fez uma visita a Tia Lolo, como é conhecida Losângela Soares, que ficou conhecida no país inteiro ao dar aulas de reforço escolar para crianças dentro de uma carcaça de ônibus na parada 44.
Huck, cercado pela gurizadaFoto: Facebook / Reprodução

Na semana passada, uma equipe esteve novamente na sede do projeto, na Rua Pedro Moreira Lobato, Vila Orieta, pedindo mais informações. Ainda assim, Tia Lolô não desconfiou de nada. 

Porém, na manhã desta segunda-feira (29), por volta das 11h30min, quando Luciano Huck e a equipe do Caldeirão do Huck chegaram na sede da entidade, ela entendeu quem eram aquelas pessoas, e o motivo de tantas perguntas. De acordo com Tia Lolô, a entidade participará do quadro Um Por Todos, Todos por Um, do Caldeirão, que mobiliza um mutirão para ajudar personagens marcantes em suas respectivas regiões de atuação. 

Durante a toda a tarde, a equipe fez gravações no local para o quadro, mas Tia Lolô não deu mais detalhes sobre o que poderá ir ao ar, por um pedido da produção do programa. 

O apresentador da Globo, Luciano Huck, esteve em Viamão na tarde desta segunda-feira, 29, e fez uma visita a Tia Lolo, como é conhecida Losângela Soares, que ficou conhecida no país inteiro ao dar aulas de reforço escolar para crianças dentro de uma carcaça de ônibus na parada 44.
Apresentador (ao fundo) durante a gravação com Tia LolôFoto: Facebook / Reprodução

— Eu estava atendendo um rapaz quando, de repente, chegou toda a equipe do Luciano e do Caldeirão. Foi maravilhoso! Ele entrou, ficou olhando a sala onde são realizadas as oficinas de crochê. Luciano é a coisa mais querida, um amor, ainda não estou acreditando — contou Losângela Ferreira Soares, a Tia Lolô, ao Diário Gaúcho, na tarde de ontem, emocionada. 

Leia também
Crianças e adultos do projeto social da Tia Lolô conheceram o mar no Litoral Norte

Durante a entrevista, ela ressaltou que um dos momentos de maior emoção foi quando o apresentador sentou ao lado de uma menina, que almoçava massa com salsicha:

— Ele ficou muito comovido. E elogiou a maneira educada com que eu trato as pessoas, o jeito que eu conduzo os trabalhos aqui.

Um trabalho raro

Tia Lolô disse, ainda, que Luciano elogiou muito as atividades que a entidade realiza, afirmando que "poucas pessoas fazem esse trabalho". Conforme Lolô, Luciano teria manifestado interesse em levá-la para a Coreia do Sul:

— Ele me disse que o trabalho que eu faço aqui, os governantes fazem lá, e que eu sou um ótimo exemplo de quem trabalha pelos outros.

De acordo com Tia Lolô, a equipe de Luciano não informou quando a exibição do quadro vai ao ar.

O apresentador da Globo, Luciano Huck, esteve em Viamão na tarde desta segunda-feira, 29, e fez uma visita a Tia Lolo, como é conhecida Losângela Soares, que ficou conhecida no país inteiro ao dar aulas de reforço escolar para crianças dentro de uma carcaça de ônibus na parada 44.
Foto: Facebook / Reprodução

Coração do tamanho de um ônibus 

Prestes a completar 25 anos de trabalho social, Losângela Ferreira Soares, a Tia Lolô, contribuiu no desenvolvimento de centenas de crianças de Viamão. No início, ela dava aulas de reforço escolar ao filho Hendry e aos coleguinhas. Paralelamente, organizava festinhas de Dia da Criança para a vizinhança. 

O pátio de casa foi ficando pequeno, e Lolô conseguiu uma carcaça de ônibus emprestada para as aulas. O trabalho de vendedora autônoma ficou para trás. O Diário Gaúcho acompanha a história de Tia Lolô, que atende hoje a cerca de 150 crianças e mantém o seu projeto com doações, desde 2004. 




 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros