Magali Moraes faz um pedido: tirem mais fotos dos filhos - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga09/04/2019 | 11h43Atualizada em 09/04/2019 | 11h43

Magali Moraes faz um pedido: tirem mais fotos dos filhos

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes faz um pedido: tirem mais fotos dos filhos Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

É fato. A gente tira pouquíssimas fotos deles. Somos econômicos porque tudo é mico depois que eles crescem. Mas a vida é uma só, e passa rápido. Pais e mães deveriam ter o direito garantido por lei de tirar toneladas de fotos dos filhos, sem ouvir reclamação. Até as fotos em que eles saem de olhos fechados merecem ser guardadas. As tremidas também. Aquele momento já foi, não volta mais. É valioso no nosso banco de memórias. Se não for pedir muito, um sorrisinho vem bem. Se não vier, tudo bem. 

Seu filho não deixa tirar fotos? Implore. Rasteje no tapete da sala. Faça drama. Mostre essa coluna pra ele. Sua filha tapa a câmera com a mão porque o cabelo está bagunçado? Ah, explique que tanto faz o cabelo. É a covinha que aparece quando ela fica contrariada. É seu olhar doce, desde os tempos de bebê. Se mesmo assim ela não colaborar, ameace não abastecer mais a geladeira. Por uma nova foto, vale chantagem emocional. Filhos são as celebridades. Nós, os paparazzi. Bora fazer tocaia!

Leia mais colunas da Maga

Melhor

Você acha que já tem fotos demais deles? Eu garanto. Não tem, não. A melhor foto é aquela que ainda não foi tirada. Peça com jeitinho. Colecionar lembranças: é pra isso que existimos. Uma foto só por aniversário é coisa de amador. Nós somos o exagero em pessoa. Precisamos de muitas pra comparar, escolher as preferidas e guardar todinhas. Nos álbuns impressos ou na memória dos smartphones (que ela seja bem grande). Queremos closes e ângulos diferentes. Amor com ou sem zoom.

Nós até tiramos o flash pra não constranger um filho em público. Aceitamos pose de má vontade. Só não peçam pra apagar nenhuma, isso dói por dentro. Fotografia de filho é oxigênio. Nos interessa registrar os grandes eventos e o banal do dia a dia. Um abraço, uma careta, todas as selfies possíveis. Recado aos vovôs e vovós que me leem: vocês nem precisam pedir. Usem a autoridade desse cabelo branco lindo e fotografem tudo! Netos são duas vezes filhos.  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros