Vacinação contra a gripe começa na quarta-feira - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Saúde08/04/2019 | 20h51Atualizada em 08/04/2019 | 20h51

Vacinação contra a gripe começa na quarta-feira

Em 2019, campanha foi antecipada em cerca de 15 dias

Vacinação contra a gripe começa na quarta-feira Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
A meta é imunizar pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Começa na quarta-feira (10) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, neste ano antecipada em cerca de 15 dias devido à alta incidência de casos no país já nos primeiros três meses do ano. No Amazonas, onde foram registrados mais de 30 mortes pelo vírus da influenza no período, a vacinação contra a gripe começou no fim de março.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

O Rio Grande do Sul não registrou mortes por gripe neste ano. Até o momento, foram confirmados seis casos de internações por influenza. O Estado já recebeu e distribuiu aos municípios cerca de 800 mil doses da vacina. Ao longo da campanha, mais doses serão recebidas em lotes semanais, chegando a um total de 4,1 milhões, número 10% maior, por segurança, do que o necessário para atender o público-alvo de 3,7 milhões de pessoas. Não há doses no SUS em quantidade suficiente para atender a toda a população.

Estratégias

Devem ser distribuídas vacinas em todas as Unidades Básicas de Saúde do Rio Grande do Sul. A Secretaria Estadual da Saúde alerta, porém, que “os municípios podem vir a decidir por uma estratégia, centralizando as doses ou as disponibilizando em mais pontos”. Clínicas da rede privada também já têm disponível vacinas contra a gripe.

Leia também
Falta de remédios preocupa pacientes com doenças crônicas e raras no Estado
Vacina contra meningite está em falta em 23 postos de saúde de Porto Alegre

Nesta primeira fase da campanha, serão priorizadas crianças com idade entre um ano e seis anos, grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). A partir de 22 de abril, todo o público-alvo poderá receber a dose, incluindo trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade. A meta é imunizar pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros