Via Sacra do Morro da Cruz, em Porto Alegre, completa 60 anos   - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Religiosidade18/04/2019 | 07h00Atualizada em 18/04/2019 | 07h00

Via Sacra do Morro da Cruz, em Porto Alegre, completa 60 anos  

Para comemorar a data, organização do evento irá homenagear o padre que trouxe procissão para Porto Alegre

Via Sacra do Morro da Cruz, em Porto Alegre, completa 60 anos   Marco Favero/Agencia RBS
Aldacir Oliboni (ao centro) vive Jesus Cristo na encenação Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Após um 2018 de muita dificuldade, quando a tradicional encenação da Paixão de Cristo, no Morro da Cruz, quase não foi realizada em Porto Alegre por dificuldades financeiras, o evento retorna neste ano ao seu perfil original. De acordo com diretor, Camilo de Lélis, com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura e Sistema Pró-Cultura-RS e apoio da prefeitura, foi possível retomar o espetáculo na integralidade. Se o tempo estiver firme, a previsão é de que cerca de 15 mil pessoas acompanhem a apresentação nesta sexta-feira (19).  

Para este ano, uma homenagem ao criador da procissão em Porto Alegre, padre Ângelo Costa (falecido em 1996), será promovida em função do aniversário de 60 anos do evento na Capital. 

— Ele fazia a procissão como podia, não tinha figurinos, eram roupas improvisadas, lençóis, almofadas... Mas era feito com muito amor. A população foi vindo, aumentando, até se tornar esse evento tão importante para cidade e para o Estado — explicou o diretor.

Leia mais
Confira histórias de fé de duas devotas de Nossa Senhora dos Navegantes
Feira do peixe: onde garantir a compra nas cidades da Região Metropolitana
Feriadão de Páscoa: confira os horários dos shoppings de Porto Alegre

Trinta atores profissionais e cerca de 80 figurantes participam da encenação que se inicia em frente ao Santuário São José de Murialdo, na Rua 1º de Março, esquina Vidal de Negreiros, seguida da procissão de mais de 1,5 km até o alto do Morro da Cruz, onde acontecem as cenas dos últimos momentos da vida de Cristo, finalizada com a crucificação e ressurreição. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 15/04/2019Ensaio da encenação da Via Sacra no Morro da Cruz
Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Tradição

O espetáculo contará com as tradicionais participações do vereador Aldacir Oliboni como Jesus Cristo, Danny Griss no papel de Rei Herodes, Renata de Lélis como Salomé, Jairo Klein interpretando Pôncio Pilatos, o músico Eduardo Nascimento, especialmente convidado para o papel de São Pedro, Denizeli Cardoso como Nossa Senhora Aparecida, Joana Cambeses será Maria e Mariana Marmontel estreando como Verônica. Sirmar Antunes é o narrador da encenação.

— Para este ano, a grande novidade é mesmo o retorno da procissão. No ano passado, não teve a parte artística. Jesus foi um homem revolucionário e teve uma perspectiva de igualdade, de olhar para os necessitados, para os pobres e doentes, para as minorias. Esta questão é muito importante de ser retratada, pois estamos em uma época de muita intolerância — declarou Lélis.  

Seguindo a tradição, uma cena especial falará da Campanha da Fraternidade. Um arranjo do hino da campanha, integrando todo o elenco, será interpretado por Darcílio Messias, cantor da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa). 

Celebração retorna a Viamão

Nesta quarta-feira (17), os viamonenses conseguiram prestigiar o retorno da encenação ao município. A Associação de Artistas de Viamão (Associart), com apoio da prefeitura, realizou a primeira de três apresentações previstas. A segunda ocorre nesta quinta-feira (18), às 19h30min, na Praça Ulisses Guimarães, na Vila Augusta, e a última, sexta (19h), às 18h30min, na Praça Júlio de Castilhos, no Centro. De acordo com o diretor José Paulo Fonte, há pelo menos sete anos não ocorria o espetáculo na cidade. Neste ano, cerca de 30 pessoas, entre atores profissionais e amadores, participarão do evento.  

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 15/04/2019Ensaio da encenação da Via Sacra no Morro da Cruz
Grupo realizou ensaios ao longo da semanaFoto: Marco Favero / Agencia RBS

— A grande diferença será a realização da encenação em três locais diferentes, dois em áreas mais humildes e distantes do centro da cidade. A arte tem esse compromisso, é importante que  vá ao encontro da  — disse.

O espetáculo tem duração de 1h15min.  

Programação na Capital

/// Quando: sexta-feira, a partir das 14h30min

/// Onde: Santuário São José de Murialdo (Rua Vidal de Negreiros, 550, esquina Rua 1º de Março), com procissão subindo o Morro da Cruz, no bairro Partenon, em Porto Alegre 

Programação: 

/// 14h30min: Mensagem da Paixão, no interior do Santuário São José do Murialdo

/// 15h30min: Bênção da macela e início da encenação em frente à igreja

/// 16h30min: Procissão _ subida da encenação pela Rua Santo Alfredo

/// 18h: Crucificação/Ressurreição _ alto do Morro

/// Transporte: ônibus 344/Santa Maria, com ponto final no Centro (Avenida Salgado Filho, 122). Para outras linhas de ônibus e lotação via Bento Gonçalves, descer na Estação Cristiano Fischer. Mais opções de transporte para a região: T9 (ponto final na Rua Albion em frente à Carris), T2, T4 e T11, na confluência Avenida Bento Gonçalves/Aparício Borges/Salvador França.

/// Trânsito: a Rua Vidal de Negreiros ficará bloqueada da Rua Saldanha da Gama para cima (1ª quadra a partir da Avenida Bento Gonçalves), e a linha 344/Santa Maria, a partir das 7h, circula no sentido Centro-bairro pela Rua Martins de Lima e no sentido bairro-Centro pelas ruas Clemente Pereira e Martins de Lima. A Rua Santo Alfredo fica bloqueada a partir da Rua 1º de Março para cima.

/// Segurança: além da Brigada Militar, que faz segurança do evento e na região, haverá segurança particular.

Leia outras notícias no Diário Gaúcho

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros