Família recebe ajuda Gigante para criar versão própria da campanha do Grupo RBS - Notícias

Vers?o mobile

 
 

 #agentevivejunto04/05/2019 | 07h00Atualizada em 04/05/2019 | 07h00

Família recebe ajuda Gigante para criar versão própria da campanha do Grupo RBS

Comunicador Luciano Périco foi recebido por família da zona sul de Porto Alegre e deu seus pitacos na hora da montagem do filme

Família recebe ajuda Gigante para criar versão própria da campanha do Grupo RBS Robinson Estrásulas/Agencia RBS
No tapete da sala, Lucianinho se acomodou ao lado de Rosemary, Emilly (no chão) e Jorge Foto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS
GaúchaZH
GaúchaZH

Os gaúchos estão convidados a participar da campanha A Gente Vive Junto, lançada pelo Grupo RBS no dia 26 de abril. No site do projeto, cada um pode montar o próprio filme, selecionando as cenas que considerar marcantes. As mais escolhidas pelo público farão parte da peça final, que será veiculada na RBS TV e nas redes sociais da empresa na fase seguinte da campanha. 

Participar é rápido, intuitivo e, se feito em grupo, pode garantir bons momentos de descontração. Foi o que aconteceu com a família Villodre, moradora do bairro Tristeza, na zona sul de Porto Alegre, que contou com um reforço especial para criar a sua versão do vídeo: o apresentador da Rádio Gaúcha, narrador da RBS TV e colunista de GaúchaZH e Diário Gaúcho Luciano Périco, o Lucianinho ou Gigante, apelidos pelos quais é conhecido. 

Leia mais
Grupo RBS constrói filme  de posicionamento com os gaúchos
GaúchaZH fecha primeiro trimestre com novos recordes

O encontro foi promovido pelo DG nesta terça-feira (30), na casa da família. O casal Jorge Luiz Villodre, 64 anos, e Rosemary Schlee Villodre, 59 anos, abriu as portas para o comunicador. A altura de Lucianinho, 2m5cm, já de entrada rendeu um convite divertido do microempresário.

— Tu não joga vôlei? Temos um grupo que joga junto há 35 anos — brincou Jorge, que divide com a esposa a responsabilidade por tocar o próprio negócio há 30 anos, no mesmo bairro, na área de materiais de pesquisa laboratorial.

— Puxa, não jogo, não. É só altura — brincou o jornalista.

Filha do casal, a bióloga Emilly Schlee Villodre, 33 anos, se juntou aos pais já com laptop embaixo do braço para comandar a atividade. Nesta primeira fase da campanha da RBS, o público escolhe passagens para cada verso da música Toda Forma de Amor, hit do cantor Lulu Santos que tem versão inédita para embalar a iniciativa. É possível combinar 59.719.680 filmes diferentes na plataforma.

Confira o filme criado pela família Villodre

Antes de partir para a ação, Lucianinho, já se sentindo em casa com os Villodre, falou sobre a origem do projeto, que começou em 2017. No ano seguinte, envolveu 100% dos colaboradores em reuniões conduzidas por líderes e comunicadores, provocando todos a discutir como cada um se conecta com a empresa. Nesse processo, seis atributos pelos quais a RBS pretende ser percebida foram trabalhados com os profissionais: proximidade, confiança, curiosidade, coragem, pluralidade e excelência.

— O atributo com o qual eu me identifiquei mais foi proximidade. E proximidade é isso aqui, é eu estar aqui na casa de vocês, conversando, trocando ideias. A gente quer isso, não estamos em um pedestal — exemplificou o comunicador.

Paixões compartilhadas  por todos os anfitriões

No tapete da sala, Lucianinho se acomodou sem cerimônia com Rosemary, Emilly e Jorge para acompanhar a criação e dar uns pitacos no filme da família. A plataforma oferece nove etapas, nas quais o internauta escolhe uma, duas ou três cenas. 

Antes de começar, é possível escutar somente a trilha. De largada, as imagens iniciais escolhidas representaram uma marca da família na Zona Sul: a atividade física, tendo a orla do Guaíba como cenário, passando por tocante referência sobre pessoas superando obstáculos pessoais. Na quarta etapa de criação, passagens para deixar a todos na sala com água na boca.

Leia mais
GaúchaZH vira case mundial de estratégia bem-sucedida de assinaturas digitais
Dois projetos do Grupo RBS são reconhecidos em prêmio internacional de mídia

— Ah, o churrasco não pode ficar de fora do nosso filme, não tem como o feito aqui — disse Emilly, que vive nos Estados Unidos com o marido e aproveita as férias para matar a saudade dos pais.

— Verdade, o nosso é outra coisa. Mas sabe que lá na Rússia, na cobertura da Copa do Mundo, eu comi um churrasco. Foi bem aceitável até — lembrou Lucianinho.

E já que se falou sobre morar longe da família, Emilly até tentou amenizar o fato lembrando como as novas tecnologias facilitam o contato, mas Jorge não se aguentou.

— Ah, não é a mesma coisa do que ter vocês aqui — emendou, lembrando do irmão de Emilly, o fotógrafo Victor Villodre, 37 anos, e do neto Adrian, quatro anos, que também moram nos Estados Unidos.

A tarde avançava, e os assuntos pareciam não ter fim quando Lucianinho olhou para o relógio. Já era hora de retornar para a Redação e, em seguida, assumir o comando do Hoje nos Esportes, da Rádio Gaúcha, às 17h30min. Com o carinho de quem se despede de um velho amigo, a família Villodre acompanhou o comunicador e a equipe do DG até o portão do prédio.

— Quando passarem aqui perto, cheguem para tomar um cafezinho — convidou Rosemary.

Perguntas e respostas sobre a campanha


Preciso fazer cadastro para acessar a plataforma?

Não. Basta entrar no site para começar a montar a sua versão do filme, escolhendo os trechos com os quais mais se identifica. Ao final, é possível compartilhá-lo nas suas redes sociais. Se o internauta quiser, pode inserir dados de identificação.

É necessário ser assinante de GaúchaZH?

Não. Qualquer pessoa pode participar sem precisar assinar GaúchaZH nem fazer pagamento.

O que fazer se precisar de ajuda quando estiver fazendo o filme?

Se você ainda tiver dúvidas sobre como fazer a sua versão, clique em "Ver tutorial" — ícone fica bem no meio da tela. Os principais passos serão mostrados.

Como saber quais cenas combinam mais comigo?

Em cada uma delas, existe um botão de play para você assistir. Assim, antes de escolher, é possível ver qual combina mais com cada pessoa.

Posso saber como está ficando meu filme antes do fim?

Claro! Basta clicar na frase "Veja como está ficando seu filme", na parte superior da tela.

E se me arrepender das cenas que escolhi?

Em qualquer etapa da criação, é possível voltar ao trecho anterior e refazer a escolha das cenas desejadas.

Posso salvar ou compartilhar o resultado?

Sim! Ao final do processo, após assistir ao filme completo, são oferecidas as opções de gravar no seu dispositivo e já compartilhar nas redes sociais.

E se eu quiser fazer outro vídeo?

Mãos à obra! Junto ao seu filme final, há a pergunta "Quer fazer uma nova versão?". Basta clicar e voltar ao começo da construção do filme institucional.

Quantas versões diferentes posso fazer? Tem limite por pessoa?

Se você tiver tempo e disposição, descobrirá que são possíveis 59.719.680 combinações de filmes na plataforma. Crie quantos filmes quiser.

Monte sua versão do filme A Gente Vive Junto:

1 – Acesse o site da campanha neste link  e clique em "Participe!" para começar.

Plataforma é de fácil acessoFoto:

2 – No portal, escolha as cenas com as quais você mais se identifica. Em seguida, clique em "Confirmar" para avançar.

Você pode assistir cada cena antes de marcar a preferidaFoto:

3 – Ao todo, são nove trechos para se escolher cenas. No final, clique em "Finalizar".

Se não gostou, pode voltar e escolher novamente as cenasFoto:

4 – Assista sua obra completa, salve no dispositivo e/ou compartilhe nas redes sociais.

A Gente Vive Junto
É possível fazer quantos filmes você quiserFoto: Reprodução / Internet

5 – As cenas mais escolhidas farão parte do filme oficial do projeto, que você vai poder acompanhar na RBS TV e nos canais digitais do Grupo RBS.

Ainda não é assinante? Assine GaúchaZH e tenha acesso ilimitado ao site, aplicativos e jornal digital. Conteúdo de qualidade na palma da sua mão. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros