Magali Moraes: não é fácil ser mãe - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Coluna da Maga10/05/2019 | 10h00Atualizada em 10/05/2019 | 10h00

Magali Moraes: não é fácil ser mãe

Colunista escreve às segundas, quartas e sextas-feiras no Diário Gaúcho

Magali Moraes: não é fácil ser mãe Fernando Gomes/Agencia RBS
Magali Moraes Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Dizem que nasce uma mãe quando o seu bebê nasce. Discordo totalmente. Nascemos prematuras. Parimos a maternidade no momento em que descobrimos a gravidez. Enquanto as células se multiplicam dentro do nosso útero e criam uma nova vida, a multiplicação é ainda mais rápida dentro das nossas cabeças. Multiplicamos dúvidas, medos e desejos. Perguntas surgem sem resposta. Hormônios aloprados mexem com a gente. Temos uma vaga certeza de que vai dar tudo certo.

A barriga cresce, e com ela as preocupações. O mundo se torna o nosso próprio umbigo. E não é pra menos: existe uma criaturinha ali se formando. Estamos comendo os alimentos certos? Dormindo na melhor posição? Escolhendo o nome perfeito? Comprando a quantidade ideal de fraldas? Fechando os ouvidos pro festival de dicas que a gente não pediu? Vamos conseguir educar e ser boa mãe o suficiente? Temos do nosso lado a pessoa certa pra essa aventura que é botar um filho no mundo?

Leia mais colunas da Maga

Fortalece

As preocupações iniciais são fichinha. Como num jogo de videogame, o grau de dificuldade aumenta a cada fase. Outra coisa que só aumenta é o amor por eles. A gente se entrega, se abastece, se fortalece. Ser mãe é maravilhoso. Mas também é assustador. Seguimos sem resposta pra tudo. Perdemos o sono, a liberdade, a paciência. Ganhamos muito mais. No começo queremos fazer diferente de como as nossas mães faziam. Depois de um tempo, lá estamos nós repetindo as mesmas frases e conselhos.

Essa coluna foi inspirada na melhor notícia da semana: a gravidez da Pamella! Acaba de nascer uma mãe (e uma avó incrível). Pra minha mãezinha, só tenho a agradecer. Nasci com a sorte grande de ser tua filha. Pros meus filhos, deixo um recado: vou seguir sendo essa mãe em construção. Apaixonada até não poder mais. Uma máquina de repetir "Te cuida!!" Orgulhosa, coruja, leoa. Não é fácil ser mãe. Mas seria infinitamente mais difícil sem vocês. Rafael e Fabio, obrigada por tudo e por tanto. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros