Alagamentos e falta de iluminação complicam circulação em beco de Viamão - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso 19/06/2019 | 09h40Atualizada em 19/06/2019 | 09h40

Alagamentos e falta de iluminação complicam circulação em beco de Viamão

Quando chove, a água se mistura com esgoto, cujo vazamento é constante no trecho

Alagamentos e falta de iluminação complicam circulação em beco de Viamão LeitorDG / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
O trajeto que tem apenas 100 metros Foto: LeitorDG / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Passar pelo beco de servidão que liga as ruas Duque de Caxias e Erico Verissimo, no bairro Tarumã, em Viamão, não é tarefa fácil para a vizinhança da região. Buracos, barro, falta de iluminação pública e um esgoto extravasado são os principais obstáculos enfrentados por quem precisa cruzar pelo acesso. 

Leia mais
Buraco no Jardim Botânico segue aberto após sete meses  
Falta de transporte escolar atrapalha rotina de alunos de Gravataí
Buracos dificultam locomoção de morador cadeirante, em Porto Alegre  

Segundo moradores, o rompimento da tubulação de esgoto ocorreu há cerca de cinco anos e, desde então, o vazamento de água residual não foi consertado. Isso acabou acentuando os problemas na pavimentação. 

— A comunidade toda usa aquele beco, é um meio muito importante para a população. Mas, por exemplo, em dias de chuva, não dá para passar por ali porque a água se mistura com o esgoto e vira uma enxurrada — conta o policial militar aposentado Júlio César Ouriques, 49 anos. 

Com a impossibilidade de transitar pelo acesso, é preciso caminhar cerca de um quilômetro para se deslocar entre as duas ruas, trajeto que tem apenas 100 metros pelo beco. 

Segundo a advogada Carla Fraga, 38 anos, dos quais 20 foram vividos na região, a situação do local piorou muito nos últimos anos. 

— Há dez anos, eles ainda aplainavam o chão e não tinha essa questão do esgoto aberto. Sempre foi ruim, mas agora está horrível, cada vez pior. 

Segurança 

Segundo os moradores, além das dificuldades de locomoção, a falta de segurança também é um problema no local. Sem iluminação pública, durante a noite, o beco se torna atrativo para bandidos. 

— Assaltos são corriqueiros. Até criamos um grupo no WhatsApp para monitorar essa questão — afirma Júlio César. 

Carla conta que o medo de cair nas irregularidades do terreno, já presente durante o dia, também aumenta ao anoitecer: 

 — À noite é uma aventura, porque não tem luz e a buraqueira é total. Tu precisa fazer manobras para conseguir pisar de forma segura. Me preocupo com as crianças e os idosos que têm de passar ali. 

Cansada de conviver com esses problemas, a vizinhança passou a reivindicar melhorias junto à prefeitura. Segundo Julio César, diversos protocolos foram abertos, sendo o mais recente registrado em 24 de maio. Porém, o morador relata que a comunidade não obteve o atendimento às demandas. 

Prefeitura vai fazer vistoria no local 

A Prefeitura de Viamão confirmou que fará uma vistoria técnica no local, a fim de identificar as ações necessárias para resolução do problema na rede de esgoto. Não foi informado prazo para resolução definitiva. 

A administração municipal afirmou, ainda, que serviços referentes à iluminação pública estão programados para ocorrer a partir de quinta-feira na região Ipê/Tarumã, o que deve contemplar o beco de servidão. Quanto à pavimentação do acesso, a assessoria de imprensa não informou nenhuma previsão para atendimento das demandas. 

Produção: Camila Bengo

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros