Banda gaúcha fará show na Praça da Sé, em São Paulo - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Piquetchê do DG24/06/2019 | 05h10Atualizada em 24/06/2019 | 05h10

Banda gaúcha fará show na Praça da Sé, em São Paulo

Grupo Cordiona, que dá continuidade ao trabalho do Porca Véia, fará apresentação neste mês em festa junina na Praça Santa Fé, em São Paulo


Grupo Cordiona, de Ivoti, fundado pelo Porca Véia, desembarca em São Paulo.
Há cinco anos na estrada, grupo vem colhendo frutos do sucessoFoto: Clau Bossardi / Divulgação

Há algum tempo o Grupo Cordiona, de Ivoti, vem ganhando fãs e ultrapassando as divisas do Rio Grande do Sul. Com agenda carimbada nos Estados de Santa Catarina e Paraná, agora, desembarca também em São Paulo. Neste mês, na programação de shows, 10 apresentações ocorrem fora do solo gaúcho, entre elas, na Festa de São João promovida pela Prefeitura de São Paulo. O Cordiona fará no dia 29 de junho, às 18h, no palco alternativo instalado na Praça da Sé. Esta a segunda apresentação no Estado (a primeira para um grande público). 

O convite surgiu após uma enquete realizada pela produção do evento. Foram colocadas opções de grupos gaúchos para votação e o público escolheu o Cordiona para fazer o show. Neste dia, no palco principal, estará a cantora Fafá de Belém.

— A ideia da festa é trazer um grupo de cada segmento de vários lugares do Brasil e para nossa felicidade o Cordiona foi o mais votado — conta a diretora da banda, Claudinéia Bossardi.

Os gaiteiros Ivan Godói, Fernando Montenegro, Porquinha e Mestre Waldemar, além do guitarrista Amaro Peres, contrabaixista Luciano Mello e o baterista Ricardo Aquino, serão os responsáveis pelo espetáculo que trará, obviamente, muitas referências do trabalho do Porca Véia, fundador do grupo, músicas autorais e dos Bertussi, modelo seguido do grupo. 

— Quando alguém contrata o Grupo Cordiona, contrata justamente a autenticidade. Nosso objetivo é, como diz o Porca, mostrar a beleza da simplicidade da música gaúcha e o ponto alto do nosso show são os gaiteiros (dueto de gaitas), linha que o Porca sempre fez — reforça Clau.

Leia outros matérias do Piquetchê

Carreira

Segundo a diretora, existem dois momentos na trajetória do grupo Cordiona, um durante a atuação do Porca Véia e outro depois do encerramento da carreira.

— Quando o Porca fundou o grupo, os outros músicos apenas faziam a base para ele, pois era uma época em que era vendido apenas o show dele. Depois, quando parou em 2014, em função dos problemas de saúde, resolvemos dar seguimento ao grupo. São cinco anos sozinhos na estrada e, felizmente, com uma aceitação muito boa. Quem faz o ponto alto dos shows são os seguidores fiéis do trabalho do Porca — relata Claudinéia, que é esposa do gaiteiro Porca Véia.

O público catarinense e paranaense é o principal contratante do Cordiona. Além de ter muitos moradores gaúchos, há também muitos admiradores da cultura regional gaúcha nessas localidades.

— Esses são os Estados onde mais fazemos shows, e isso ocorre com a maioria dos artistas gaúchos. A repercussão que o grupo está tomando em tão pouco tempo tem sido assustadora. Esperávamos até um pouco mais de tempo para firmar no mercado solo, sem o Porca. Isso nos deixa muito satisfeitos, mostra que estamos no caminho certo — concluiu a diretora.

Referência 

Elio da Rosa Xavier, o Porca Véia, anunciou que encerraria a carreira em 2013. Consagrado com sucessos como Pelo-Duro e Bombachudo e intérprete de primeira de clássicos como Cantiga de Ronda, de Telmo de Lima Freitas, o músico decidiu que era hora de parar. 

— Toquei 33 anos numa felicidade completa, mas chega uma hora em que dá vontade de parar. Não quero planejamento, minha vida foi toda planejada, quero descompromisso —disse o músico à época em entrevista ao jornalista do Diário Gaúcho, José Augusto Barros.

Porca faz tratamento para insuficiência renal, em 2017 fez um transplante e, recentemente, retomou as sessões de diálise.

Quarto álbum para 2019

No dia 19 de outubro será realizado, em Ivoti, o lançamento do quarto álbum do grupo, batizado de Gaúcho. A festa será fechada para imprensa e convidados, mas terá transmissão ao vivo pelo Facebook (www.facebook.com/grupomusicalcordiona/) e Instagram (@grupomusicalcordiona). O CD terá 15 faixas e mais três músicas bônus com participação especial do Porca Véia. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros