Obra do CEU da Lomba deve recomeçar em um mês - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Retratos do desperdício03/06/2019 | 07h00Atualizada em 03/06/2019 | 07h00

Obra do CEU da Lomba deve recomeçar em um mês

Centro que beneficiará 50 mil moradores do bairro e dos arredores está com o trabalho de construção parado há dois anos. Local está sendo vandalizado e se deteriora

Obra do CEU da Lomba deve recomeçar em um mês Omar Freitas/Agencia RBS
Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

Uma obra que está parada há dois anos deve finalmente recomeçar no próximo mês. A empresa IrmaSchel Engenharia e Construções Ltda foi a vencedora da licitação para a retomada dos trabalhos do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs) da Lomba do Pinheiro, na zona leste da Capital. 

Leia mais
De creches a postos de saúde: 20 obras públicas que já consumiram R$ 15 milhões e estão paradas na Região Metropolitana
Obras públicas inacabadas afetam cerca de 39 mil moradores de comunidades vizinhas

A prefeitura divulgou em 13 de maio, no Diário Oficial, o nome da empresa vencedora da licitação. No momento, o processo tramita no setor de contratos da Secretaria da Fazenda e estão sendo cumpridos prazos de apresentação de documentos. Em seguida, o contrato irá para análise jurídica, quando, então, a empresa será chamada para assiná-lo. 

A partir da ordem de início da obra, os trabalhos têm cinco dias pra começar. Todo este processo deve levar até 30 dias, estima a Secretaria de Desenvolvimento Social e Esporte. O prazo para a conclusão da obra é até o final de 2019, podendo ser prorrogado.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 08/05/2019: Especial 20 obras paradas -  1) Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs) -  Rua João de Oliveira Remião, Lomba do Pinheiro  . (Foto: Omar Freitas / Agência RBS)
Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

O espaço de 3 mil metros quadrados, que será dedicado à arte, à cultura e ao esporte, está com os trabalhos parados desde maio de 2017, com 80% da obra concluída. Segundo a prefeitura, a construção parou porque a empresa que iniciou o serviço abandonou a obra e não cumpriu os prazos estabelecidos no contrato. 

Leia mais
Como evitar que obras públicas fiquem inacabadas
Obra do CEU da Lomba do Pinheiro segue parada: nova promessa é para julho de 2019 

O CEU da Lomba fica em um amplo terreno na Estrada João de Oliveira Remião. Embora esteja em estágio avançado, a obra sofreu vandalismo e há etapas que precisarão ser refeitas. Orçada em R$ 2 milhões, ela já recebeu investimento de R$ 1,46 milhão. O fato de uma área de lazer tão ampla não ter sido concluída incomoda os moradores da região:

– Quando a obra começou, a gurizada do skate comemorou. É uma pena estar desse jeito, porque poderia ser algo muito aproveitado por nós. Não existe uma pista de skate por aqui. Eu, quando ando, tenho que usar a via pública.  Achei que este seria um lugar para reunir a comunidade aos finais de semana, e virou apenas um local em que se jogou dinheiro fora – avalia o promotor de vendas Cassiano Rodrigues, 31 anos.

Centros reúnem ações de cultura, esporte e lazer

Este é o segundo CEU de Porto Alegre: o da Restinga deve ser inaugurado ainda no primeiro semestre de 2019. Os CEUs contam com uma quadra coberta e dois prédios. A estimativa é que cada centro beneficiará cerca de 50 mil pessoas de seus bairros e das imediações.

Num mesmo espaço, o CEU integra programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital. O objetivo é promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social. 

Os centros são executados com recursos do governo federal repassados aos Estados e municípios, que são responsáveis pelas obras, pela aquisição de equipamentos e mobiliário, pela mobilização social e pela posterior gestão do equipamento.

Ficha técnica da obra
O quê: Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs)
Onde: Estrada João de Oliveira Remião, 5673, Lomba do Pinheiro
Estágio da obra: 80% da obra concluída
Capacidade: 3 mil pessoas
Quando parou: maio de 2017
Valor já investido na obra: R$ 1,46 milhão
Origem dos recursos: R$ 2.020.000 do Ministério da Cultura


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros